A sincronicidade de Macau

catarina-batistatexto e fotos Catarina Batista
geral@w360.pt

 Macau, China

A minha ida para Macau começa com o “sim” dos Estágios INOV Contacto. Quando foi o dia de saber para onde ia, tive de perguntar à minha orientadora qual seriam as minhas funções em Macau e ela disse-me que seriam em Arquivo/Biblioteca e que tinha achado curioso o facto de nesse ano, pela primeira vez em 20 edições do INOV, eu ser a primeira pessoa a concorrer como gestora de informação e a instituição que concorreu ser igualmente a primeira a pedir alguém formado na minha área. Foi mesmo sincronicidade.

Macau

Depois de seis meses a organização onde estava quis ficar comigo. Mas mais tarde acabei por mudar para a biblioteca de uma universidade. Isto ia permitir que desenvolvesse mais competências na área de biblioteca, bem como uma boa experiência de trabalho. Sou a única estrangeira na biblioteca e até agora tenho aproveitado a experiência para aprender ao máximo!

Macau

A minha adaptação à cidade foi bastante fácil. Tive, desde o início, ajuda de amigas portuguesas e de amigos locais e conhecidos de amigos que me vinham já recomendados. A minha maior dificuldade foi, sem dúvida, a língua. Por muito que viesse preparada para a cultura e adorasse estar em Macau, não falar o cantonês foi sem dúvida o maior desafio. Só após alguns meses de estar aqui e com a ajuda dos meus amigos chineses e macaenses consegui ficar mais independente, mas mesmo assim, ainda hoje tenho de recorrer à ajuda linguística deles quando me encontro numa situação mais urgente. Com 9 tons é difícil às vezes acertar no certo. O que sei, aprendi por repetição e por treino. Neste momento estou a aprender Mandarim porque a maioria dos meus colegas de trabalho são da China Continental, o que significa que me faz mais falta. É mais fácil que o cantonês, mas nem por isso deixa de ser exigente. Tenho de estudar mais, claramente!!

Macau

O que mais adoro em Macau é o facto de todos dizerem que é uma terra pequena, no entanto, a cada mês encontro sítios novos e lugares para visitar. Macau só é pequena para quem se deixa cair na rotina dos mesmos caminhos. Acho que não vou poder dizer que conheço bem Macau, mesmo que fique cá muitos anos. Cada dia que nos aventuramos por uma rua diferente, descobrimos um novo lugar, um novo restaurante, uma nova loja, um novo templo… Macau é uma caixinha de surpresas. Por isso, sempre que alguém vos disser que conhece bem Macau, não acreditem.

Macau

Macau

Por mais que ame Portugal, não quero voltar agora. Se pudesse trabalhar em Macau e viver em Portugal era perfeito, mas neste momento Portugal não tem disponíveis as condições que me permitam desenvolver a nível pessoal e a nível profissional. Estar aqui e lidar com tantas pessoas de países e culturas diferentes é algo que em Portugal não acontece com facilidade. Permite que fiquemos mais tolerantes, mais pacientes com a diferença e aceitar o outro, com admiração e vontade de aprender, olhar à nossa volta e perceber que o mundo tem tanto de grande como de pequeno. Macau é um local de passagem para a maioria de nós e a nossa missão enquanto aqui estamos é tirar partido disso e sairmos daqui de alma e coração cheios. Gostaria, daqui a uns anos, de voltar para Portugal, mas antes disso outras partes do mundo esperam por mim. Até logo Portugal!

O que visitar em Macau?

Os locais indispensáveis em Macau passam pela Casa do Mandarim, Igreja de Nossa Senhora da Penha, Jardim Lou Lim Ieok, Ruinas de São Paulo, o templo de Tian Hou em Coloane e a Vila de Coloane. Nem sempre há tempo para ver tudo porque normalmente as pessoas vêm a Macau apenas por dois dias o que significa que só chegam a ver os pontos mais turísticos, mas estes que referi, são os mais importantes para mim. Quem tiver tempo deverá ir ver ainda o que eu chamo de Templo do Rei Macaco ao lado do Jardim de Camões.

Macau
China
 Português e Cantonês
552 503 hab. (2011)
Pataca (MOP)
UTC+08:00
 tipo D e G
+853
 999
O clima de Macau é muito húmido, sendo a chuva muito frequente. No inverno as temperaturas  são em torno dos 15ºc e no verão chegam aos 30ºc.
Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção à autora: geral@w360.pt

One comment

  • Boas viagens, Dias Felizes

Comments are closed.