Sacueni, dar aos outros e receber em dobro

You are reading the portuguese version of this article.
Go to the ENGLISH VERSION
Está a ler a versão em português deste artigo

texto e fotos Gil Cancela
geral@w360.pt
  

Sacueni, Roménia

Sendo eu uma pessoa que sempre se preocupou ativamente com Direitos Humanos e sociais, surgiu em conversa, a oportunidade de participar numa nova aventura. A aventura de um intercâmbio do programa Erasmus +, em parceria portuguesa com a AKTO – Direitos e Democracia, de uma semana na pequena cidade de Sacueni, na Roménia, muito perto da fronteira com a Hungria. Quem me conhece sabe que não costumo sair da minha zona de conforto. Mas, desta vez, as estrelas alinharam-se a meu favor e resolvi arriscar.

Tanta gente boa!

Intitulado NEETs for Children in Need, este Youth Exchange englobava participantes de Portugal, Roménia, Grécia, Hungria e Lituânia e visava ajudar as crianças do orfanato de Sacueni, oferecendo ajuda prática e fazendo jogos didáticos e divertidos com as crianças. Ao mesmo tempo, promovia a interculturalidade entre os países participantes através de atividade de educação formal (apresentações) e não-formal (teatro do oprimido, world café, noites culturais).

O juri grego em ação, pronto a comer: Elpida, Yannis, maria, Dimitris e Corina
Noite de apresentação: Frauzina (Roménia), Rui, João, Paula e eu (Portugal)

Foi preciso uma estafante viagem de autocarro, seguida de uma longa viagem de avião, para chegarmos a Budapeste, onde nos aguardava a carrinha que nos levaria até Sacueni. Cansados, estourados, mas entusiasmados para uma aventura de uma semana que estava a começar. Começamos com as atividades de grupo, que permitiram que passássemos de vários grupos para uma comunidade. E, ao terceiro dia, o foco da nossa ida chega. Conhecermos as crianças. De um modo geral, receberam-nos de braços e coração aberto, como se acompanhássemos o seu crescimento desde há muito tempo. Desde o nosso primeiro dia, que aqueles miúdos, que passaram por tanto, na sua (ainda) curta vida, tanto que alguns de nós nem podemos (ou queremos) sequer imaginar, nos permitiram ser crianças com eles. Sempre com um sorriso na cara. Sempre com vontade de nos ter lá.

Primeiro dia com as crianças
Eu, Paula (Portugal), Maria (Grécia) e Orsi
World Café Rui (Portugal), María (Roménia), Dimitris e Maria (Grécia)
Grandes noites com grande gente: Corina, eu, María, Yannis, Elpida, Nida e Inês

Em grupos, ajudamos em algumas tarefas necessárias no orfanato, como pintar janelas ou arrumar o anexo, repletos de material que seria reciclado ou reutilizado para momentos de trabalhos manuais com as crianças. Mas, ao mesmo tempo, podemos divertir-nos com os pequenos, com quem jogamos futebol, assamos marshmallows, corremos, etc.

Sacueni, em si, é pequena, mas bonita, equivalendo, à primeira vista, a uma vila em Portugal. Muito religiosa. Em qualquer ponto em que olhamos, encontramos uma igreja ou edifício ligado à Igreja.

Explorando a cidade
Portugal em Ordea

O grupo de participantes também foi um dos principais fatores para o sucesso desta experiência. Pessoas que primavam pelo seu caráter e boa disposição, que partilhavam a mesma vontade de ajudar e ter (ou repetir) uma grande experiência. E de lá, saíram inúmeras histórias para contar e pessoas que espero levar para a vida. Obrigado a todos!

Obrigado também à Orsi, por ser sempre incansável. O teu otimismo e boa disposição contagiou-nos a todos!

Na viagem de regresso, sentíamo-nos cansados, mas com o coração cheio, e muitas histórias e peripécias para contar. Sem dúvida, uma experiência a repetir, mas que, ao mesmo tempo, deixa um frio no estômago, se qualquer nova experiência, não ficará aquém deste fantástico Youth Exchange.

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção ao autor: geral@w360.pt