publicidade

Ammouliani, a ilha grega que não vem nos guias

You are reading the portuguese version of this article.
Go to the ENGLISH VERSION
Está a ler a versão em português deste artigo

texto e fotos Gil Cancela
geral@w360.pt
  

Ammouliani, Grécia

Já ouviu falar de Ammouliani? Não? Então ainda vai a tempo.

Eu também não conhecia…

Situada a cerca de 120 kms de Salonica, a cidade grande mais próxima, a pequena ilha de Ammouliani localiza-se na região de Halkidiki. Sendo uma ilha de pequenas dimensões, é relativamente fácil percorrer os caminhos que a constituem. Especialmente a caminhada da praia até ao centro da ilha, que se faz facilmente. Principalmente, quando se pode acompanhar pela fantástica vista que Ammouliani oferece.

É a única ilha populada da região e, atualmente, um dos pontos turísticos mais frequentados do norte da Grécia. De facto, o turismo é uma das fontes económicas mais praticadas de Ammouliani, sendo visitada por vários turistas, de várias nacionalidades. Ao mesmo tempo apresenta uma variedade de oferta hoteleira, diversão noturna e restauração tradicional. Apesar disso, esta pequena pérola mantém a sua naturalidade e graciosidade pitoresca, tendo sentido uma receção pelos locais com imensa simpatia, afabilidade e hospitalidade.

A viagem começa logo no ferry, onde o azul do Mediterrâneo nos mostra, mesmo antes de atracarmos no porto, aquilo que está para vir, como um cartão-de-visita da ilha.

Ammouliani apresenta uma história de séculos e oferece vários trilhos de passeio, pondo os seus visitantes em contacto com a natureza. Ao longo do porto, até ao topo da vila, seguindo até à fantástica vista da península de Athos e Agion Oros.

publicidade

As praias de areia fina e azul-turquesa são de paragem obrigatória. Especialmente as praias de Karagatsia, Alikes e Ammos. A água quente e o calor ameno que se fazia sentir eram, sem dúvida, convidativos para uma paragem relaxante, durante o dia, ou mais tarde, aproveitando para apanhar o pôr-do-sol.

Quanto à gastronomia, recomendo os pratos da região (obviamente!) de altíssima qualidade e o peixe, fresquíssimo, pescado no mar ali ao lado.

Sendo a comunidade construída sobre uma colina da ilha, o porto e praias apresentam-se como um espetáculo a decorrer num anfiteatro natural. Claramente, um ponto turístico de extremo interesse que nem todos conhecem. Por vezes, nem os próprios gregos. Mas que deviam conhecer.

P.S.: Obrigado ao Dimitris e à sua família por me acolherem tão bem.

P.P.S.: Levem uma máquina fotográfica com bastante espaço de cartão. Há imensos pontos de interesse para os amantes da fotografia em natureza.

Grécia
Atenas (capital)
Grego
10 787 690 hab. (2011)
Euro (EUR)
GMT+2
 Europeia, 2 pinos
+30
112
A Grécia é um país mediterrâneo e por isso com temperaturas muito elevadas nos meses de abril a outubro. Os meses mais amenos são de novembro a março, sendo que as temperaturas geralmente não são muito baixas.

publicidade

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção ao autor: geral@w360.pt