publicidade

Visitas ao Taj Mahal estão a ser limitadas

texto Diogo Pereira
diogopereira@w360.pt

foto Margarida Neves

Número excessivo de visitantes pode comprometer a segurança

publicidade

Depois de 5 pessoas terem ficado feridas em resultado de uma debandada que procurava sair do interior do Taj Mahal antes do horário de encerramento, a Archeological Survey of India, entidade que gere o monumento, decidiu introduzir regras de limitação de entrada.

As novas regras ditam que a partir de 40 mil entradas os turistas indianos já não poderão entrar, ou seja, quando se atingirem 40 mil visitantes num dia só turistas estrangeiros serão autorizados a fazer a visita.

Na realidade muito poucas pessoas serão afetadas pelas novas limitações uma vez que o monumento recebe, em média, 22 mil visitas por ano. Só nos dias mais lotados do ano existirão barramentos.

Já em 2011 um grupo de arqueólogos advertiu para a necessidade de se tomarem medidas no que diz respeito à preservação do monumento, afirmando mesmo que existia o risco de desmoronamento. Os especialistas apontaram para rachaduras nas mármores, madeira do pavimento corroída e chuvas ácidas provenientes de uma fábrica próxima que estariam a pôr em causa a fachada.

O Taj Mahal recebe 8 milhões de visitas por ano.

publicidade

publicidade

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção ao autor: diogopereira@w360.pt