publicidade

Ryanair. Vai deixar de ser possível fazer o check-in com quatro dias de antecedência

texto Diogo Pereira
diogopereira@w360.pt

foto Adrian Pingstone

Política de check-in da Ryanair volta a mudar

publicidade

A Ryanair voltou a mudar a política de check-in dos seus voos, pela terceira vez consecutiva em três anos. A partir 13 de junho todos os passageiros da lowcost irlandesa vão ter que fazer o check-in online obrigatório nas 48 horas que antecedem o voo. A notícia é avançada pelo jornal irlandês Irish Independent.

Há dois anos os passageiros da Ryanair podiam fazer o check-in online com uma semana de antecedência. Em 2016 este prazo foi encurtado para apenas quatro dias, sofrendo agora uma nova redução.

cropped-W_MINIATURA.pngSim, é verdade. A Ryanair está mesmo a separar os passageiros propositadamente

A medida diz respeito a todos os voos que venham a ser comprados a partir de agora, mas também afeta todas as viagens compradas antes deste anúncio.

Os passageiros que pagarem pela escolha de lugar não vão ter que se preocupar com estas alterações, uma vez que, para eles, o check-in continua a estar disponível dois meses antes da data do voo.

publicidade

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção ao autor: diogopereira@w360.pt