publicidade

Youtuber brasileiro critica ferozmente a TAP: “a pior companhia do mundo”

texto Diogo Pereira
diogopereira@w360.pt

foto Lucas Estevam

Lucas Estevam tem mais de 250 mil subscritores no Youtube

publicidade

Um Youtuber brasileiro de viagens publicou recentemente um vídeo onde afirma que a TAP lhe proporcionou “o pior voo da vida”.

Lucas Estevam tem mais de 250 mil subscritores no Youtube e dedica-se a viajar e a relatar as suas experiências de viagens, nomeadamente experiências a bordo de diferentes companhias aéreas espalhadas pelo mundo. O vídeo onde classifica a companhia de bandeira portuguesa como “a pior companhia aérea do mundo” diz respeito a uma viagem entre São Paulo e Lisboa.

Ao longo do voo o autor do canal Estevam pelo Mundo queixa-se da rudez dos assistentes de bordo que não autorizam filmagens no interior da aeronave. “Eu sei que não estou a viajar na executiva, mas paguei caro por esta viagem”, acrescentando que viajar na TAP é “bem mais caro do que a média” de outras companhias.

A aeronave, um A330 muito usado nas rotas de longo curso da companhia, também é alvo de críticas por parte do youtuber. “Acho que este avião deve ter uns 100 anos”, afirma ao deparar-se com um armário da casa de banho destruído e com sistemas de bordo que não funcionam.

Mas nem só de críticas negativas se fez o vídeo de mais de quinze minutos. Os talheres de metal da TAP são elogiados pelo influencer, assim como a comida e o vinho servidos a bordo.

No final do voo o youtuber classificou a companhia com uma pontuação de 4,9, numa escala de 0 a 10.

O vídeo pode ser visto aqui:

Este não foi o único vídeo que Lucas Estevam publicou na sua conta de Youtube sobre a TAP e os outros, embora não tão críticos, também não deixaram uma boa imagem da companhia portuguesa.

Num voo entre Genebra e Lisboa o influencer fala de um atraso de mais de duas horas em que os passageiros foram mantidos dentro da aeronave.

cropped-W_MINIATURA.pngVeja como é por dentro o novíssimo A330 Neo da TAP. O primeiro em todo o mundo

publicidade

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção ao autor: diogopereira@w360.pt