Dicas

texto Diogo Pereira
diogopereira@w360.pt

foto Booking.com

Andamos a fazer as nossas reservas de hotel de forma errada

publicidade

A Hopper, uma aplicação que fornece informações sobre a melhor altura para conseguir um voo, vai lançar brevemente uma nova ferramenta que também permite saber qual a melhor altura para reservar um hotel.

A realidade é que os comparadores de preços na área da reserva de voos já se multiplicaram na internet e em várias aplicações móveis, no entanto conseguir monitorizar o preço de um hotel pode ser bem mais complicado uma vez que pode variar consoante o site ou a aplicação que cliente esteja a utilizar para fazer a pesquisa.

“As fontes de dados são muito mais fragmentadas quando se trata de hotéis, então estamos a associar-nos a muitas fontes diferentes para obtermos informações com base em históricos para prever com precisão os preços”, explicou Fred Lalonde, fundador da Hopper, ao Travel + Leisure.

publicidade

Embora a nova ferramenta da Hopper só seja lançada na próxima semana, os criadores já conseguiram chegar a algumas conclusões relacionadas com a forma errada como geralmente reserva hotéis.

Por exemplo, é comum preocupar-se mais com a antecedência com que compra os seus voos, do que com a antecedência com que reserva os hotéis, mas os analistas da Hopper chegaram à conclusão de que é muito mais importante reservar primeiro o hotel.

Ao comprar um voo no momento certo pode economizar uma média de 40 dólares, de acordo com os dados da Hopper, já se reservar um hotel no momento certo economiza uma média de 270 dólares em oito dias (a duração média das viagens que estão a ser pesquisadas no Hopper).

Para lhe dar acesso aos melhores preços de hotéis, à semelhança do que faz com as passagens aéreas, a Hopper notifica-o do momento em que o voo ou o hotel que selecionou está no preço mais baixo.

A aplicação está ainda a introduzir uma nova forma de vermos as fotos e as descrições dos hotéis. A Hopper envia um colaborador seu a cada hotel registado na aplicação (numa fase inicial apenas 600 registados em Nova Iorque), ele grava vídeos na vertical e publica-os com uma descrição curta, muito semelhante às legendas que acompanham a generalidade das fotos no Instagram.

Esta aplicação está disponível para download gratuito na App Store e no Google Play.

publicidade

publicidade

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção ao autor: diogopereira@w360.pt
Dicas

Diogo Pereiratexto Diogo Pereira
diogopereira@w360.pt

foto Sanpcity

Uma startup portuguesa desenvolveu uma aplicação inspirada no Tinder, mas esta serve para colocar turistas e residentes nas cidades em contacto direto.

Os milhares de turistas que visitam Portugal todos os anos contam, desde há três semanas, com uma nova aplicação móvel que os vai ajudar a descobrir melhor os recantos do nosso país, com a ajuda de quem cá mora. 

O conceito é bem simples: quando um turista chegar a Lisboa ou ao Porto e precisar de uma dica para jantar, um museu para visitar, um bar para ir ou qualquer outra informação relacionada com a sua passagem por Portugal, basta instalar a Sanapcity, colocar a questão e esperar que um dos muitos residentes registados respondam à pergunta. No final, se ficar satisfeito, o turista pode avaliar o residente e até dar-lhe uma gratificação monetária até €50.

Esta aplicação “é diferente porque aposta totalmente no chat, ou seja, aposta em não criar qualquer barreira ao contacto virtual entre turistas e locais. Em poucos segundos posso fazer login e começar a falar com locais, é de uma simplicidade e imediatismo impressionantes”, diz André Dias, um dos fundadores da Sanapcity, ao W360.PT.

De acordo com o fundador outro dos pontos fortes da Snapcity é que “quem recomenda são os locais, os verdadeiros conhecedores da cidade”.

André Dias, de 37 anos, e Manuel Figueiredo, de 38, tiveram a ideia de criar esta aplicação quando, numa viagem à Ásia, viram no Tinder uma forma fácil e prática de entrar em contacto com os locais para recolher dicas de sítios para visitar. Juntaram-se a eles Jorge Veiga, João André e Miguel Amaral, formaram uma equipa de cinco engenheiros e lançaram a Snapcity, no dia 17 de julho de 2017.

Nestas três primeiras semanas de atividade registaram já mais de três mil downloads e mais de 800 utilizadores registados como locals, 500 em Lisboa e 300 no Porto, as duas cidades onde a aplicação já opera. Até ao final do ano esperam chegar a mais cinco cidades.

A Snapcity ainda só está disponível para Android, mas deve ficar disponível para IOS durante o último trimestre de 2017.

Como funciona a Snapcity?
O Turista seleciona o destino e o assunto sobre o qual procura ajuda

Os Locais da SnapCity são notificados e podem aceitar/recusar o pedido

O Turista recebe a lista dos Locais disponíveis e inicia um chat online com quem desejar

No final, o Turista tem a opção de dar uma gratificação, tip,  ao Local, e é ainda pedida uma classificação 1-5 estrelas, critério que permitirá uma melhor triagem na escolha dos Locais
Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção ao autor: diogopereira@w360.pt
Dicas

claudia-paivatexto e fotos Cláudia Paiva
claudiapaiva@w360.pt

No momento de fazer uma viagem são vários os momentos de stress porque pode sempre faltar alguma coisa à última da hora. Mas se o esquecimento de uma peça de roupa ou de um produto de higiene é facilmente resolvido no destino, a falta do smartphone pode transformar uma viagem num pesadelo.

E se o telemóvel já serve para quase tudo, porque não servir para nos apoiar nas nossas viagens? Mas atenção, muita atenção à bateria…

Wiffinity

O lema desta aplicação é: “We have the right to always be online, even while travelling” – “Temos o direito de estar sempre online, mesmo durante a viagem”. Através da geolocalização permite descobrir a rede hotspot mais próxima, dar acesso à password e desta forma ficar ligado em qualquer parte do mundo.

Disponível para Android
Disponível para IOS
Gratuita
É necessário acesso à internet para usar

Whatsapp

Vai permitir fazer chamadas e enviar mensagens gratuitamente, desde que tenha acesso a uma rede de internet através de wi-fi ou dados móveis. Aplicação irá sincronizar-se com os seus contactos telefónicos e vai poder ligar, mandar mensagem ou até enviar fotos.

Disponível para Android
Disponível para IOS
Gratuita
É necessário acesso à internet para usar

Flightradar 24

Na hora de partida ou de chegada vai ser mais fácil saber se o seu voo está atrasado, se foi cancelado ou se já chegou. Basta entrar na aplicação e colocar na barra de pesquisa o nome ou número do seu voo e rapidamente vai saber a trajetória.

Disponível para Android
Disponível para IOS
Gratuita (existe uma versão paga desta aplicação, com mais funcionalidades do que a gratuita)
É necessário acesso à internet para usar

Google Trips

Esta aplicação permite-lhe guardar as informações mais importantes da sua próxima viagem. A aplicação tem sugestões de restaurantes, coisas para fazer, espaços para ver. Guarda também a sua reserva do voo, podendo adicionar notas. O melhor de tudo? Não precisa de fazer nada. Como é uma aplicação Google, sincronia-se com o seu email e todas as informações relacionadas com as suas viagens (voos, reservas de hoteis ou reservas de carros) são automaticamente importadas para o Google Trips.

Disponível para Android
Disponível para IOS
Gratuita (existe uma versão paga desta aplicação, com mais funcionalidades do que a gratuita)
É necessário acesso à internet para usar

Kindle

Esta aplicação para smartphone é uma alternativa para quem gosta de ler e não quer levar os livros atrás. É prático de usar e não ocupa espaço na sua mala. Estão disponíveis mais de um milhão de ebooks com esta aplicação. Para começar a usar é preciso ter um registo na Amazon, depois selecionar o género literário que quer ler e a aplicação vai lhe fazer algumas sugestões, dessas sugestões pode escolher 10 livros gratuitamente. A aplicação permite personalizar o ajuste do tamanho do texto, o brilho do ecrã, a cor de fundo e modo de leitura. Quando quiser comprar algum livro é possível ler o primeiro capítulo gratuitamente e só depois comprar.

Disponível para Android
Disponível para IOS
Gratuita (os conteúdos para utilização da aplicação podem ser pagos)
 Depois de descarregar os livros, não é necessária ligação à internet para os ler

Registo do viajante

O registo do viajante é uma aplicação recente do Ministério dos Negócios Estrangeiros que permite alertar as autoridades de uma catástrofe natural, acidente ou atentado. A aplicação disponibiliza também a localização do consulado mais próximo do local em que o viajante se encontra e também permite preparar a sua viagem, se adicionar informações da região de destino, bem como alertar sobre doenças e questões de segurança. Funciona através de geolocalização e se o utilizador acionar o alerta de emergência é garantida a confidencialidade dos dados pessoais.

Disponível para Android
Disponível para IOS
Gratuita
É necessário acesso à internet para usar

Banco de Portugal

Esta aplicação vai ajudar a converter o seu dinheiro na moeda local, se estiver num país fora do euro. É muito simples e rápido de usar. Ao descarregar aplicação só tem de aceder ao separador ‘conversor de moeda’, inserir o valor e a moeda do país para a qual pretende converter. Aplicação pode ser muito útil para outros fins e está sempre actualizada.

Disponível para Android
Disponível para IOS
Gratuita
É necessário acesso à internet para usar

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção à autora: claudiapaiva@w360.pt