Roteiros

claudia-paivatexto e fotos Cláudia Paiva
claudiapaiva@w360.pt

vídeos Diogo Pereira

Coimbra, Portugal

Coimbra está na rota do património mundial desde 2013, mas antes desta tão elevada classificação já estava na rota de milhares de estudantes que por aqui passam, ano após ano, para iniciarem a vida académica. Mas nem só de estudantes é feita a cidade. Arte, cultura, ciência, tecnologia e o fado estão no ADN desta cidade cheia de vida.

Aproveite para conhecer Coimbra num fim de semana. Qual a melhor altura do ano? Venha em maio, mês de uma das maiores festas de estudantes do país ou em setembro, início do ano lectivo e quando milhares de estudantes andam trajados pelas ruas de Coimbra.

Coimbra
Portugal (centro)
 Português
143 396 hab. (2011)
Euro (EUR)
GMT+0
 Europeia, 2 pinos
+351
112
No inverno as temperaturas variam entre 5ºc e 20ºc.
No verão as temperaturas variam entre os 10ºc e os 30ºc.


Dia 1

Igreja de Santa Cruz
  09:30 – 10:30

Praça 8 de Maio
entrada gratuita
aceda ao site
segunda a sábado: 09:00 às 17:00 (aos sábados encerra entre as 12:00 e as 14:00) | domingos e feriados religiosos: 16:00 às 17:30

Comece esta viagem pela baixa da cidade. Se vier de comboio é provável que chegue à estação Coimbra-B. Aqui procure um comboio com destino a Coimbra que o vai deixar na estação central da cidade. Ainda dentro do comboio vai ser atraído pelo rio que banha a cidade dos estudantes: o rio Mondego que nasce na Serra da Estrela e vai desaguar perto da Figueira da Foz.

Siga pelas ruas estreitas da baixa da cidade, mas antes olhe para a bonita fachada da estação de onde acabou de sair. Tem mais de 130 anos e é uma importante porta de entrada em Coimbra. Sempre acompanhado de cafés, lojas e mercearias há de chegar à Igreja de Santa Cruz que tem a sua origem no estilo romântico e foi fundada em 1131. Este é um dos mais emblemáticos edifícios nacionais porque aqui estão os túmulos dos dois primeiros Reis de Portugal: D. Afonso Henriques, “o conquistador” e D. Sancho I, “o povoador”.

Café Santa Cruz
 10:30 – 11:00

Praça 8 de Maio
aceda ao site
todos os dias: 7h00 às 2h00

Do lado direito da Igreja de Santa Cruz está um dos mais icónicos cafés da cidade: o Café Santa Cruz. Nem sempre teve a função de café-restaurante, tendo sido mandado erguer em 1530 com funções de convento. Com o passar dos anos foi-se transformando em igreja, armazém de ferragens e canalizações, esquadra de polícia, casa funerária, quartel de bombeiros e em 1923 transforma-se finalmente no Café Santa Cruz que hoje conhecemos. A meio da manhã passe por lá e prove os famosos Crúzios, um doce antigo muito, muito bom.

Café Santa Cruz
Café Santa Cruz
Se viajar para Coimbra de autocarro não deixe ver as vantagens que o cartão Reflex da Rede Expressos lhe pode oferecer.

Edifício Chiado 
 11:00 – 11:30

Rua Ferreira Borges
€1,20 (jovens e idosos) a €1,80 (adultos)
aceda ao Facebook
terça a sexta: 10:00 às 18:00 | sábado e domingo: 10:00 às 13:00 e das 14:00 às 18:00

Continue pela rua principal da baixa, a rua Ferreira Borges, até chegar ao Museu Municipal de Coimbra, no Edifício Chiado. Com arquitetura de ferro, faz parte do núcleo da cidade muralhada. O seu acervo divide-se por seis núcleos: pintura do séc. XIX e primeira metade do séc. XX, mobiliário, cerâmica, escultura, pratas e outras peças heterogéneas.

Museu Municipal de Coimbra - Edifício Chiado
Museu Municipal de Coimbra – Edifício Chiado

Torre e Arco de Almedina
 11:30 – 12:30

Rua do Arco Almedina 7
€1,20 (jovens e idosos) a €1,80 (adultos)
aceda ao Facebook
terça a sexta: 10:00 às 18:00 | sábado e domingo: 10:00 às 13:00 e das 14:00 às 18:00

Quando sair do museu volte um pouco para trás, vire à direita e procure o Arco de Almedina. Aproveite para comprar um postal ou uma lembrança da cidade e depois suba à Torre de Almedina, que servia para vigiar a principal entrada na antiga cidade medieval. Conheça toda a história de Coimbra através do núcleo interpretativo que encontrar.

Arco de Almedina
Arco de Almedina
Aproveite o bilhete do comboio rápido que o deixará na estação Coimbra-B para chegar à estação central da cidade sem pagar mais por isso

Sé Velha
12:30 – 13:30

Largo Sé Velha, 3000-383 Coimbra
€2,5
aceda ao site
segunda a sábado: 10:00 às 18:00 | domingos e feriados: 13:00 às 18:00

A partir daqui o caminho é difícil, só os Crúzios do Café Santa Cruz lhe podem dar a energia necessária para subir até à Sé Velha. A sua construção terá sido iniciada no séc. XII e destaca-se a grande porta lateral em calcário branco. No interior os claustros do séc. XVIII são o grande segredo por descobrir.

Sé Velha Coimbra
Sé Velha

Instituto Universitário Justiça e Paz 
13:30 – 14:30

Rua da Couraça de Lisboa, 30
aceda ao site
a partir de €5
segunda a sexta: 8:30 às 23:30 | sábado: 9:00 às 19:00 | domingo: encerrado

Já na alta de Coimbra faça uma pausa para almoço envolvido no espírito universitário. A minha sugestão é o Instituto Universitário Justiça e Paz. Se estiver bom tempo aproveite a esplanada para ter das melhores vistas para o rio Mondego, o Jardim Botânico da Universidade e a Ponte Pedro e Inês.

Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
Coimbra é uma cidade pequena e todos os locais estão acessíveis sem necessidade de recorrer a transportes públicos, no entanto como vai ter que subir e descer muitas ruas traga calçado confortável

Universidade de Coimbra
 14:30 – 16:00

Largo da Porta Férrea
aceda ao site
gratuito (crianças com menos de 12 anos) €9 (adultos)
aceda ao site
loja: 8:30 às 19:00 | circuito turístico: 9h00 às 19h30 | Torre da Universidade: 10:00 às 19:00

Depois do almoço percorra a Universidade de Coimbra, a mais antiga de toda a lusofonia e uma das mais antigas da Europa, foi mandada construir por D. Dinis em 1290. Já ultrapassou os 700 anos!

Não saia sem visitar o Paço Real, a Capela de São João, suba À Torre da Universidade e deixe para o fim, se conseguir aguentar a ansiedade, a famosa Biblioteca Joanina, que já conquistou o galardão de mais bonita biblioteca do mundo.


Atualmente mais de 20 mil alunos estudam nesta que é uma das universidades mais prestigiadas da Europa. O pólo mais antigo é constituído pela Faculdade de Direito, Letras, Medicina, Psicologia e departamentos de Física e Química, Matemática, Arquitetura e Antropologia. Para além deste, a Universidade de Coimbra tem mais dois pólos de ensino e investigação que acolhem estudantes de cursos como Farmácia, Economia ou Engenharias.

Universidade de Coimbra
Universidade de Coimbra
Torre da Universidade de Coimbra
Torre da Universidade de Coimbra
Poupe nas entradas nos museus de Coimbra. No primeiro domingo de cada mes, a entrada é gratuita na maioria deles.

Museu Nacional de Machado de Castro
 16:00 – 18:00

Largo Dr. José Rodrigues
€6 (Criptopórtico),  €3 (circuitos temáticos), entrada gratuita para crianças até aos 12 anos
aceda ao site
abril a setembro: ter. – 14:00 às 18:00; qua. a sáb. – 10:00 às 19:00 outubro a março: ter. a dom. –  10:00 às 13:00, 14:00 às 18:00

Ainda pela zona da Universidade siga em direção ao Museu Nacional de Machado de Castro. Para absorver toda a história deste fantástico museu, gaste duas horas com ele. Vai valer a pena!

A jóia da coroa do Machado de Castro é o Criptopórtico do Forum de Aeminium do séc. I e que é considerada a mais importante construção Romana conservada em Portugal.

Para além dos seis núcleos, (escultura (período romano ao século XX), ourivesaria (dos séculos I ao XX), pintura (dos séculos XV ao XX), cerâmica (dos séculos XVI ao XX), têxteis (dos séculos XVI ao XIX) e mobiliário (dos século XVIII e XIX )) o acervo é ainda constituido por bens de casas religiosas extintas na região de Coimbra, peças do espólio proveniente das escavações arqueológicas no criptopórtico.

 

Jardim Botânico da Universidade de Coimbra
18:00 – 19:00

 Combatentes
 entrada gratuita
aceda ao site
outubro a  março: 9:00 às 17:30 | abril a setembro: 9:00 às 20:00

O Jardim encerra nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1 de janeiro bem como nos dias da realização dos cortejos da Festa das Latas e da Queima das Fitas.

 

Volte a subir em direção à Alta Universitária, passe na Rua Larga (entre a Faculdade de Medicina e os Departamentos de Física e Química) e chegue à praça que partilha o nome com o fundador da Universidade de Coimbra: D. Dinis. O sexto Rei de Portugal olha na direção das Escadas Monumentais, com um total de 125 degraus.

Desça as escadas e, ao fundo, vire à direita e mantenha os Arcos do Jardim no horizonte.

Entre no Jardim Botânico que foi mandado construir pelo Marquês de Pombal em 1772 e procure a estátua do professor Avelar Brotero que fez crescer o jardim, que tem atualmente mais de 13 hectares de extensão, e foi um dos principais responsáveis por diversos estudos na área da botânica.

 

Casa das Caldeiras 
 19:00 – 21:30

 Padre António Vieira 7
 a partir de €10
aceda ao Facebook
 terça a domingo 9:00 às 2:00; segunda: fechado

Para jantar recomendo a Casa das Caldeiras. Não está no Porto, mas prove uma Francesinha.

O espaço não é só um restaurante, é também uma atração de interesse histórico e, imagine-se, industrial. Ali estão as caldeiras que abasteciam o hospital da universidade, quando ainda funcionava na Alta Universitária. Ainda hoje pode ver as linhas por onde passavam os carrinhos com o carvão, e a estrutura das caldeiras.

Casa das Caldeiras
Casa das Caldeiras

Alta
 21:30 –

 

Um dos locais noturnos mais frequentados da cidade é a Alta. Tem uma grande variedade de bares e as bebidas são baratas. É comum os estudantes ficaram na rua a beber uma cerveja, uma sangria ou o tradicional Traçadinho (uma mistura de vinho com gasosa).

Bar Passaporte Coimbra
Bar Passaporte

Mais calmo do que os tradicionais bares de estudantes da Alta e com uma maior variedade de bebidas sugiro o Passaporte. Localizado no antigo Governo Civil de Coimbra, destaca-se pela vista sobre o Mondego. É ótimo para relaxar depois de um dia intenso, mas não se entusiasme com as bebidas portuguesas porque amanhã o dia começa cedo.

Parque Verde do Mondego
Parque Verde do Mondego


Dia 2

Penedo da Saudade
 09:30 – 10:00

Av. Marnoco e Sousa
 entrada gratuita
 aberto 24 horas por dia

Comece o dia pelo Penedo da Saudade, um parque pequeno onde os estudantes deixam placas que assinalam o fim das suas vidas académicas.

Daqui consegue ver também uma zona mais urbana de Coimbra, onde se insere o Estádio onde joga a principal equipa da cidade: a Académica.

Penedo da Saudade
Penedo da Saudade

Círculo de Artes Plásticas
 10:00 – 11:00

Pedro Monteira (Casa Municipal da Cultura, Piso -1)
Gratuito
aceda ao Facebook
Terça a Sábado: 14:00 às 18:00

Prossiga em direção ao Círculo de Artes Plásticas de Coimbra, onde poderá ver exposições temporárias de arte contemporânea. Por aqui passam anualmente os mais prestigiados artistas plásticos – e não só – do país.

De seguida desça pelo Jardin da sereia, obra idealizada e construída no reinado de D. João V. A entrada, voltada para a Praça da República, é coroada por três estátuas representando a Fé, a Caridade e a Esperança. A influência do barroco francês manifesta-se nas alamedas debruadas a loureiros, bem como nos lagos, tanques, canteiros e elementos decorativos como os painéis de azulejos.

Círculo de Artes Plásticas - Edifício Sereia
Círculo de Artes Plásticas – Edifício Sereia

Parque Verde
 11:00 – 12:00

Av. de Lousa
 entrada gratuita
aceda ao site
 aberto 24 horas por dia

Desça pela Avenida Sá da Bandeira em direção ao Parque Verde. Pelo caminho vai encontrar o mercado municipal D. Pedro V que funciona de segunda a Sábado das 7:00 às 19:00. Aqui vai encontrar produtos regionais de Coimbra de altíssima qualidade.

Quando chegar ao Parque Verde aproveite para descansar um pouco, ler um livro ou tirar uma foto na Ponte Pedonal Pedro e Inês. O parque foi um projeto da autoria do arquiteto Camilo Cortesão e da arquiteta Mercês Vieira e abrange as duas margens do rio Mondego.

 

Zé Manel dos Ossos
 12:00 – 14:00

Beco do Forno 12
a partir de €7,5
aceda ao Facebook
 segunda a sábad0: 12:30 às 15:00 | domingo: fechado

Almoce no Zé Manel dos Ossos, uma tasca tipicamente portuguesa. Fica num dos becos da Baixa, bem escondida por trás do edifício do Banco de Portugal. O espaço é pequeno e nem sempre é fácil conseguir uma mesa, mas a espera é recompensada quando chegam à mesa os saborosos ossos que são apenas uma entrada. Para almoçar recomendo o Arroz de Feijão e Costeletas. Para a sobremesa prove o… vomitado! Vai ver que vai gostar.

Hotel Astória e Agência do Banco de Portugal Coimbra
Hotel Astória (esq.) e Agência do Banco de Portugal (dir.)

Portugal dos Pequenitos
 14:00 – 16:00

Largo Rossio de Santa Clara
€5,95 (crianças até aos 13 anos) a €9,5 (adultos)
aceda ao site
1 de janeiro a 29 de fevereiro e 16 de outubro a 31 de dezembro – 10:00 às 17:00; 1 de março a 31 de maio e de 16 de setembro a 15 de outubro – 10:00 às 19:00 | 1 de junho a 15 de setembro – 9:00 às 20:00

Atravessando a ponte de Santa Clara encontra o Portugal dos Pequenitos. Um espaço com miniaturas dos edifícios das várias regiões do país, bem como das ex-colónias portuguesas, numa tentativa de mostrar a dimensão imperial do país. Nos últimos anos foram acrescentadas mais duas obras, a casa do chá da artista portuguesa Joana Vasconcelos e uma réplica das Casas de Xisto.

 

Mosteiro de Santa Clara-a-velha
 16:00 – 17:00

Rua das Parreiras, Santa Clara
aceda ao site
gratuito (crianças até aos 11 anos) a €5 (adultos)
 maio a setembro: ter. a dom. – 10:00 às 19:00; seg. –encerrado outubro a abril: ter. a dom. –  10:00 às 18:00, seg. –encerrado

O Mosteiro de Santa Clara- a-Velha, monumento nacional, foi fundado por Dona Mor Dias em 1286, com objetivo de criar uma casa de clarissas. Construído na margem esquerda do rio Mondego, ao longo dos anos Santa Clara sofreu sucessivos avanços da água, razão pela qual as freiras que habitavam o local se mudaram para Santa Clara a Nova. O edifício chegou a estar totalmente submerso.

Quinta das Lágrimas
Quinta das Lágrimas

Quinta das Lágrimas
 17:00 – 18:30

António Augusto Gonçalves
gratuito (crianças até aos 10 anos) a €2,5 (adultos)
aceda ao site
16 de março a 15 de outubro: ter. a dom. – 10:00 às 19:00; seg. –encerrado | 16outubro a 15março: ter. a dom. –  10:00 às 17:00, seg. –encerrado

Há visitas guiadas por €5

 

Para terminar a sua visita a Coimbra, visite a Quinta das Lágrimas que Luís de Camões imortalizou na literatura portuguesa na sua obra-prima, Os Lusíadas. Não era para menos. A quinta foi palco de um dos romances proibidos da história da família real portuguesa.


No séc. XIV esta era uma zona de caça da família real e onde o príncipe D. Pedro e Inês de Castro, uma fidalga galega que servia de companhia a sua mulher, D. Constança, se encontravam às escondidas. Ao ser descoberta a relação, Inês de Castro foi assassinada na mata por ordem do Rei D. Afonso IV, rei de Portugal e pai de D. Pedro. Quando D. Pedro herdou o trono e se tornou Rei de Portugal, procurou o corpo de D. Inês e coro-a Rainha de Portugal.

Hoje a Quinta das Lágrimas é um hotel de luxo, uma boa opção para pernoitar em Coimbra.

Como viajar até Coimbra?

Chegar até Coimbra é muito fácil de qualquer ponto do país. A cidade é ligada por diversas auto-estradas, uma rede de autocarros com várias origens e ainda a estação de comboio, ligada às principais cidades do norte, sul e centro do país. Se a sua origem for fora de Portugal, o aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, é o mais próximo da cidade.


Onde dormir em Coimbra?

Quinta das Lágrimas

Quinta das Lágrimas .
António Augusto Gonçalves
a partir de €135/pessoa (noite)
8,2 (ótimo no Booking.com)
Reservar no Booking.com

Hotel Astória

Hotel Astória .
Emídio Navarro 21
a partir de €61/pessoa (noite)
7,5 (bom no Booking.com)
Reservar no Booking.com

NS Hostel

NS Hostel & Suits
Lourenço Almeida de Azevedo
a partir de €15,20/pessoa (noite)
7,8 (bom, no Booking.com)
Reservar no Booking.com

Se viajar para Coimbra durante um fim de semana gasta cerca de €200 por pessoa

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção à autora: claudiapaiva@w360.pt