Notícias

texto foto Diogo Pereira
diogopereira@w360.pt

Há dois novos países no topo da lista dos passaportes mais poderosos

publicidade

Ter um passaporte com capacidade para entrar em vários países sem necessidade de pedido de visto pode ser uma grande vantagem e um ponto em favor do destino escolhido. O pedido de visto é geralmente burocrático e, para além de tempo, pode representar um custo adicional relevante.

Portugal é um dos países no topo da lista dos que têm os passaportes mais poderosos do mundo, ou seja, os portugueses conseguem entrar em muitos países sem ser necessário haver um pedido formal de visto. Neste momento o nosso país encontra-se na quarta posição do Passport Index, com 154 países para os quais não é necessário pedido de visto. A par de Portugal nesta posição estão o Luxemburgo, Noruega, Holanda, Bélgica, Áustria e Reino Unido.

Até à bem pouco tempo era a Alemanha que liderava a lista, com 161 países, mas dois asiáticos conseguiram suplanta-la e roubar-lhe o lugar no pódio.

Coreia do Sul e Singapura têm agora os passaportes que mais portas abrem, com mais um país que a Alemanha e o Japão que ocupam a vice liderança.

Estes ranking tem tido variações nos últimos meses. Se em 2017 a Singapura foi o primeiro país asiático a chegar ao topo, sendo em dezembro ultrapassada pela Alemanha, a atualização vem provar que os países europeus são, de facto, os mais poderosos a este nível, no entanto são dois asiáticos que levam o título para casa.

Para chegarem ao topo a Singapura e a Coreia do Sul precisaram que o Uzbequistão concedesse o acesso sem necessidade de visto e também houve alterações na concessão de entradas na Somália.

Os países com passaportes mais frágeis são o Afeganistão, na última posição da lista com acesso a apenas 25 países. Antecede-lhe o Iraque com 28 nações acessíveis sem necessidade de visto. Antes deles estão o Iraque (28 países), Paquistão (29), Síria (32) e Somália (34).

O Passport Index avalia em tempo real os passaportes de 199 países e assume-se como o “mais popular ranking de passaportes. O ranking atualizado pode ser consultado aqui.

publicidade

publicidade

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção ao autor: diogopereira@w360.pt
Notícias

texto Diogo Pereira
diogopereira@w360.pt

foto HJL/Flickr

Quantos carimbos já tem no seu passaporte?

publicidade

Viajar também é colecionar carimbos e quem é que não gosta de ter o passaporte com as folhas bem preenchidas?

A pensar em todos os amantes de viagens o Telegraph decidiu criar um quizz onde desafia os leitores a identificarem 13 carimbos que as autoridades deixam nos passaportes quando entramos nos seus países.

Teste os seus conhecimentos:

publicidade

publicidade

publicidade

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção ao autor: diogopereira@w360.pt
Notícias

texto foto Diogo Pereira
diogopereira@w360.pt

O passaporte alemão é o que mais portas abre em todo o mundo

publicidade

Anualmente o ranking Passport Index alinha os passaportes mais poderosos em todo o mundo, de acordo com o número de país a que dão acesso sem necessidade de visto.

Os cidadãos alemães são aqueles a que mais países dão acesso em necessidade de visto, num total de 161.

Singapura, Dinamarca, Suécia, Finlândia, Itália, França, Espanha e Coreia do Sul ocupam a segunda posição com 160 países cada.

É na terceira posição que surge Portugal ao lado do Luxemburgo, Holanda, Bélgica, Áustria, Noruega, Japão e Reino Unido com 159 países abertos.

A Suíça, Irlanda, Estados Unidos da América e Canadá têm passaportes com permissão para entrar em 158 países sem necessidade de visto e por isso ocupam a quarta posição do Passport Index.

O top cinco fica fechado com a Grécia cujo passaporte permite a entrada direta em 157 países.

publicidade

Num ranking claramente dominado por países europeus, precisamos de percorrer a lista até ao 14º lugar para encontrar um país sul americano, o Brasil que permite a entrada em 147 sem visto obrigatório.

Para encontrarmos o primeiro país africano precisamos de descer à posição número 29 para encontrarmos as pequenas Ilhas Maurícias, próximas de Madagáscar, cujo passaporte dá acesso a 124 países diferentes.

África do Sul é o segundo país africano a figurar na lista.Surge na posição 47 com acesso a 94 países.

Os países com passaportes mais frágeis são o Afeganistão, na última posição da lista com acesso a apenas 25 países. Antecede-lhe o Iraque com 28 nações acessíveis sem necessidade de visto. Antes deles estão o Iraque (28 países), Paquistão (29), Síria (32) e Somália (34).

O Passport Index avalia em tempo real os passaportes de 199 países e assume-se como o “mais popular ranking de passaportes. O ranking atualizado pode ser consultado aqui.

publicidade

publicidade

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção ao autor: diogopereira@w360.pt