Roteiros

claudia-paivatexto e fotos Cláudia Paiva
claudiapaiva@w360.pt

vídeos Diogo Pereira

Porto, Portugal

O roteiro que lhe trago é para a cidade do Porto, a segunda maior de Portugal e aquela a que chamamos de invicta. Do Porto temos a arquitectura de ferro, o Vinho do Porto, as peixeiras do Mercado do Bolhão e as francesinhas.

Para fazer este roteiro recomendo que ande a pé no primeiro dia, por isso leve calçado confortável para caminhar uns bons quilómetros. No segundo dia use o metro ou autocarro. Será a forma mais rápida e cómoda de se deslocar para os sítios que preparei para si.

Porto
 Portugal
 Português
 230.298 hab. (2012)
Euro
 GMT 0
 Europeias, 2 pinos
+351
 112
Durante os meses de verão o clima é quente e seco, sendo a melhor época para visitar a cidade. No inverno embora não haja muito frio, a probabilidade de chuva é bastante elevada. 

Dia 1

Estação de São Bento
 09:15 – 09:45

M São Bento
Praça de Almeida Garrett
Gratuito
 todos os dias: 5:00 às 1:00

aceda ao site

Das quatro maneiras de chegar à cidade do Porto (comboio, carro, avião ou autocarro) sem dúvida a mais bonita é pela estação ferroviária de São Bento. Local onde existiu o convento de São Bento de Avé-Maria.

No no início do século XX foi transformado pelo arquitecto Marques da Silva na estação que hoje conhecemos. Composta por elementos de vidro e ferro fundido, é no painel de azulejos, no átrio, que está a zona mais carismática: vinte mil azulejos cheios de história, pintados por Jorge Colaço e que ilustram a evolução dos transportes e cenas da vida quotidiana portuguesa.

Se optar por chegar ao Porto de comboio, saiba que o bilhete do comboio de longo curso é válido para fazer uma viagem desde a estação de Campanhã (onde vai desembarcar) até à estação de São Bento, no centro da cidade

 

Avenida dos Aliados
 09:55 – 10:20

Aliados
Av. dos Aliados

 

Percorra a rua Passos Manuel em direção à Avenida dos Aliados, o ponto mais central da cidade. Aqui vai encontrar a Câmara Municipal do Porto, bancos, cafeterias e vários hotéis.

Avenida dos Aliados, Porto
Estátua de D. Pedro IV na Avenida dos Aliados

 

 

Torre dos Clérigos
 10:30 – 11:00

M São Bento
Rua de São Filipe de Nery
crianças: gratuito | adultos: €4
 todos os dias: 09h00 às 19h00

Pode subir à Torre dos Clérigos durante a noite (entre as 19h00 e as 23h00) e desfrutar de uma vista única da cidade do Porto

 Há visitas guiadas, consulte o site para saber mais

aceda ao site

Suba à Torre dos Clérigos e tenha uma das melhores vistas áreas da cidade. São 75 metros e 225 degraus numa escada em espiral.

A igreja e a torre são do século XVIII e têm influências da arquitectura barroca. A autoria é do arquitecto Nicolau Nasoni.

Porto
Vista a partir da Sé Catedral

Pode aproveitar para passear no Jardim da Cordoaria e se gostar de fotografia aproveite para visitar o Centro Português de Fotografia que fica mesmo em frente aos Clérigos. É um espaço de referência para o tratamento antigo de fotografia e tem exposições gratuitas. Fica localizado na antiga Cadeia da Relação do Porto.

O conjunto arquitetónico dos Clérigos, considerado Monumento Nacional desde 1910 é, pela sua Igreja e pela sua Torre, um dos principais pontos de interesse e local de visita obrigatória para todos os que visitam a cidade do Porto.

 

Aproveite para acertar o seu relógio: está perante um dos mais pontuais do mundo

Loja A Vida Portuguesa
Escadaria da loja A Vida Portuguesa, com destaque para as Andorinhas de Bordalo Pinheiro

 

A vida Portuguesa
 11:05 – 11:30

São Bento
Rua Galeria de Paris, 20
 segunda a sábado: 10h00 às 20h00 | domingo e feriado: 11h00 às 19h00

aceda ao site

 

Sou suspeita por falar desta loja porque foi a primeira que conheci e fiquei logo rendida. A loja do Porto foi a segunda a ser construída em Portugal por Catarina Portas. O conceito é vender os melhores produtos típicos de Portugal, tão ligados à história do país que quando um português entra, lembra-se deles da casa da avó.

Loja A Vida Portuguesa
Artigos vendidos na loja A Vida Portuguesa

Vai encontrar marcas e produtos tradicionais com as embalagens características da época. O edifício foi da centenária loja Fernandes Mattos, antiga loja de tecidos. Quando subir a escadaria vai ver as famosas andorinhas de Bordalo Pinheiro, outra referência portuguesa.

 

Andorinhas de Bordalo Pinheiro
Andorinha de Bordalo Pinheiro

 

Livraria Lello
 11:30 – 12:00

São Bento
Rua das Carmelitas, 144
€5,50
 segunda a sexta: 10h00 às 19h30 | sábado e domingo: 10h00 às 19h00

 O valor que paga para entrar na Livraria Lello pode ser deduzido na compra de um livro

aceda ao site

Na direcção da Torre dos Clérigos, numa zona muito conhecida pelas vivências noturnas e pela restauração, vai encontrar a Livraria Lello. Conhecida por ser uma das mais belas do mundo, facto esse que se deve, em parte, à emblemática escadaria em madeira que tem no seu interior.

Livraria Lello, Porto
Escadaria da Livraria Lello

Desde de 2015 a entrada é paga, mas esse valor pode ser descontado numa compra. 

Se a fila para entrar estiver muito grande, dê um salto à Praça de Lisboa, uma zona comercial ótima para fazer compras.

 

 

Café Santiago
 12:30 – 13:00

M Bolhão
Praça de Parada Leitão, 45
a partir de €9
todos os dias: 11:30 às 23:00

aceda ao site

 

A minha sugestão é que para o almoço peça uma Francesinha, este que é um dos pratos mais típicos da invicta. É composta por pão, mortadela, salsicha, linguiça, bife de novilho, fiambre, queijo, ovo estrelado e um molho especial que é o segredo da casa e que faz toda a diferença entre uma boa e uma má Francesinha.

O café Santiago já ganhou vários prémios e certificados que comprovam a sua qualidade.

 

 

Majestic
 13:30 – 14:00

M Aliados
Rua Santa Catarina, 112
a partir de €3
 segunda a sábado: 09:30 às 24:00 | domingo: encerrado

aceda ao site

Atravesse uma das ruas do comércio mais populares, a rua de Santa Catarina e vá tomar um café no histórico Majestic que é considerado um dos mais emblemáticos espaços da cidade. Inaugurado em 1922 é um exemplo de Art Nouveau.

De uma coisa pode ter a certeza: vai ser servido  com charme e elegância. A minha sugestão é comer uma rabanada e beber um cálice do vinho do Porto.

Café Majestic
Café Majestic

 

Sé Catedral do Porto
 14:30 – 15:00

Terreiro da Sé
Gratuito
 Igreja: todos os dias – 09:00 às 19:00 | Museu e Claustros: todos os dias – 09:00 às 18:30

aceda ao site

A Sé do Porto foi construída entre os séculos XII e XVIII com estilo românico, tendo sofrido várias alterações ao longo dos anos. A visita é gratuita e pode conhecer a igreja e os claustros.

Sé Catedral, Porto
Sé Catedral

Aqui, aproveite para conhecer os cantos da cidade e desça em direcção à Ponte Dom Luís I. Vá pelo coração da cidade e conheça os portuenses, conhecidos por serem os portugueses mais simpáticos e afáveis.

 

Ponte Dom Luis I
 15:30 – 16:00

Avenida de Vímara Peres

A ponte sobre o Rio Douro, que liga a cidade do Porto a Vila Nova de Gaia, foi inaugurada 1888  e demorou sete anos a ser construída. Esta ponte é obra do arquiteto belga Théophile Seyrig que trabalhou com Gustavo Eiffel noutros projectos, numa época em que a arquitetura de ferro ganhava força em várias partes do mundo. Antes desta ponte, a travessia fazia-se através da Ponte Pênsil D. Maria II da qual só restam os pilares e a casa do guarda. Esteve em funcionamento durante 45 anos.

Ponte D. Luís, Porto

A ponte D. Luis I é composta por dois tabuleiros e é possível atravessa-la a pé. No verão é comum ver adolescentes a saltar da ponte para o rio, hábito que ficou imortalizado na curta-metragem Os Meninos do Rio, do cineasta espanhol Javier Macipe.

 

Caves Calém
 16:15 – 19:00

Avenida Diogo Leite, 344
€5
 maio a outubro: todos os dias – 10:00 às 19:00 | novembro a abril: todos os dias – 10:00 às 18:00

aceda ao site

Atravesse a ponte e visite uma das caves do Vinho do Porto. Não vai ser fácil escolher porque todas apresentam histórias diferentes. Mas descanse: qualquer uma inclui uma degustação no final da visita. Eu escolhi as caves Calém que produz vinhos desde 1859.

A visita percorre a história do vinho e da Região Demarcada do Douro, a mais antiga do mundo e classificada como Património Mundial da Humanidade. A visita tem início no museu e estende-se até às caves, tendo, como já lhe disse, a oportunidade de degustar dois cálices de um dos melhores vinhos do mundo.

Caves Calém, Porto
Vinho de reserva nas Caves Calém
Vinho do Porto
Vinho do Porto

Cais da Ribeira
 20:00 – 00:00

Ribeira

Para terminar o dia, a minha sugestão é um Jantar pela Ribeira. Escolha um restaurante qualquer e não se vai arrepender. Depois passe os olhos pelo Palácio da Bolsa, o Museu do Carro Elétrico ou o Museu do Vinho.

Porto
Ribeira

 

Porto
Rio Douro e Vila Nova da Gaia

Dia 2

Jardins e Palácio de Cristal
 09:30 – 10:30

Rua de D. Manuel II
Gratuito
 outubroa março –  8:00 às 19:00 | abril a setembro: 8:00 às 21:00

aceda ao site

Depois de o dia anterior ter deixado os seus pés a queixarem-se, aproveite para relaxar um pouco nos jardins do Palácio de Cristal onde terá uma bela panorâmica do rio Douro e o contacto com a natureza. O edifício que ali vai encontrar não é o verdadeiro Palácio de Cristal que por conta da sua estrutura frágil em vidro foi substituído pelo atual Pavilhão Rosa Mota, mantendo o objectivo de ser palco de eventos culturais e desportivos.

À sua volta tem um conjunto de jardins temáticos: Jardim das plantas Aromáticas, Jardim das Medicinais, Jardim do Roseiral e ainda o Jardim dos Sentimentos onde se encontra uma estátua de António Teixeira Lopes. Não perca também o Museu Romântico e o Solar do Vinho do Porto, espaço marcadamente romântico e recheado de espécies vegetais centenárias e exóticas.

Jardins do Palácio de Cristal
Jardins do Palácio de Cristal e Pavilhão Rosa Mota

 

Rota do Chá
 11:00 – 11:30

R. Miguel Bombarda 457
a partir de €2,80
segunda a sexta: 11:00 às 20:00 | sábado: 11:00 às 21:00 | domingo: 12:00 às 20:00

aceda ao site

É na Rua Miguel Bombarda que vai revitalizar o seu dia com um chá. Se fôr tão amante de chá como eu, sempre que fôr ao Porto vai querer ir lá. A Rota do Chá contém uma variedade única de chás num ambiente inspirado no oriente. Pode escolher beber um chá quente ou frio acompanhado com um bolo, scone ou torrada nas diferentes salas que o espaço proporciona.

Rota do Chá, Porto
Rota do Chá
Procure o chá do dia se quiser um preço mais económico

Fundação Serralves
 11:45 – 13:00

Rua D. João de Castro, 210
crianças até 12 anos: gratuito | jovens, estudantes e idosos: €5 | adultos: €10
 todos os dias: 10:00 às 19:00

O Museu de Serralves tem temporariamente em exibição a exposição Joan Miró: Materialidade e Metamorfose” cuja entrada tem o valor de €16, sendo passível de descontos

 A entrada na Fundação Serralves é gratuita no primeiro domingo de cada mês no horário das 10:00 às 13:00

 Os valores apresentados no tarifário incluem o acesso ao museu e ao parque. Pode optar por comprar apenas o acesso ao parque por €5

aceda ao site

Para quem gosta de arte e cultura, Serralves é paragem obrigatória. A Fundação Serralves alberga o Museu de Arte Contemporânea, decorado pelo arquiteto português Álvaro Siza. Aproveite para se perder pelos gigantescos jardins e visite a Biblioteca de Arte que é constituída por temas de arte moderna e fotografia.

Desde há uns meses que há uma nova razão para visitar Serralves. Foi o local escolhido para expor a coleção do espanhol Joan Miró que tem estado sob alçada do estado português, mas que nunca tinha sido exposta.

Biblioteca da Fundação de Serralves, Porto
Biblioteca da Fundação de Serralves

Restaurante Serralves
 13:00 – 14:00

Rua D. João de Castro, 210
a partir de 18€
 abril a setembro: segunda a sexta – 12:00 às 19:00 | sábado: 10:00 às 19:00 | domingo: 10:00 às 20:00 | outubro a março: segunda a sexta – 12:00 às 19:00 | sábado e domingo: 10:00 às 19:00

Faça a sua reserva através do telefone +351 226 170 355 ou pelo email restaurante.serralves@ibersol.pt

aceda ao site

A minha sugestão para o almoço é o restaurante do Museu de Serralves. Destaca-se pela variedade, qualidade dos pratos e pelo serviço. E ainda almoça com vista para os jardins da Fundação.

Museu da Imprensa, Porto
Museu Nacional da Impresa

Museu Nacional da Imprensa
 14:30 – 15:00

Estrada Nacional, 108
 estudantes: €1,5 | idosos: €1 | adultos: €2
 segunda a sexta: 10:30 às 12:30 e das 14:30 às 18:30 | sábado, domingo e feriado: 14:30 às 18:30

aceda ao site

O Museu Nacional da Imprensa é ideal para as famílias porque algumas das máquinas estão em pleno funcionamento e fazem as delícias das crianças.

O museu abriu portas em 1997 e as peças estão dispostas por três setores: pré-impressão, impressão e acabamentos. Existe também uma galeria de exposições temporárias, onde frequentemente existem mostras ilustrativas relacionadas com a imprensa. É Neste espaço que anualmente é realizado o Porto Cartoon-World Festival, um dos maiores festivais de cartoons do Mundo.

 

 

Casa da Música
 16:00 – 17:00

Estação de Metro
Av. da Boavista, 604-610
Adulto 7,5€
 segunda a sábado: 9:30 às 19:00 | domingo e feriado: 9:30 às 18:00

 A Casa da Música tem visitas guiadas em português e em inglês, diariamente entre as 11:00 e as 16:00

 A Casa da Música foi construída para ser uma sala de espetáculos e não um monumento, logo, em dias de espetáculos, a visita pode ser limitada. Peça informações na bilheteira para saber quais são os espaços acessíveis no dia da sua visita

aceda ao site

A construção da Casa da Música devia ter ficado pronta para a Capital Europeia da Cultura em 2001, mas a construção atrasou-se. Nada que impedisse a transformação da sala de espetáculos num marco arquitectónico, que revolucionou não só a cidade, como todo o país.

Casa da Música, Porto
Casa da Música

A visita guiada tem a duração de cerca de uma hora e é possível passar pelas diferentes salas, ver a sua funcionalidade e a arquitetura idealizada pelo holandês Rem Koolhass. Se tiver oportunidade, não deixe de assistir a um espetáculo musical para ficar a perceber porque é que a acústica desta sala é tão elogiada mundialmente.

Aproveite para ver um espectáculo. A programação está disponível online.

Como viajar até ao Porto?

Sendo a segunda área metropolitana de Portugal, os acessos à cidade do Porto são bastantes e muito práticos. Se a sua origem for uma qualquer cidade de Portugal pode optar por usar a rede ferroviária e desembarcar numa estação que é património da humanidade. Pode ainda fazer o percurso de carro, havendo várias auto-estradas com ligações à invicta ou de autocarro. Se estiver no Algarve, zona de Lisboa ou no estrangeiro, pode optar por comprar uma viagem com destino ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro que serve a cidade do Porto.

Onde dormir no Porto?

 Bluesock Hostel Porto
 Rua de São João, 40
a partir de €37/pessoa (noite)
 9,3 (soberbo no Booking.com)
Reservar no Booking.com

 Rivoli Cinema Hostel
M Aliados
 Rua Dr. Magalhães Lemos, 83
a partir de €14/pessoa (noite)
9 (soberbo no Booking.com)
Reservar no Booking.com

 Go2oporto@Ribeira
 Muro dos Bacalhoeiros, 106
a partir de €70/pessoa (noite)
9,7 (excecional no Booking.com)
Reservar no Booking.com

Se viajar para Porto durante um fim de semana gasta cerca de €150 por pessoa

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção à autora: claudiapaiva@w360.pt
Roteiros

claudia-paivatexto e fotos Cláudia Paiva
claudiapaiva@w360.pt

Madrid, Espanha

Capital de Espanha, Madrid é uma cidade cosmopolita, cheia de vida, edifícios imponentes e ruas iluminadas. Um paraíso para quem gosta de ir às compras, de frequentar parques e museus. Nesta visita não pode deixar de saborear uma boa paella ou beber um tinto de verano, usufruir de um espetáculo de flamengo ou de uma vista a partir de um rooftopO metro é o meio de transporte mais rápido e confortável para se deslocar em Madrid no fim-de-semana que preparei para si.

Madrid
Espanha (capital)
Espanhol
3 232 463 hab. (2007)
Euro (EUR)
GMT+1
 Europeia, 2 pinos
+34
112
Madrid é uma cidade muito quente no verão, podendo as temperaturas ultrapassar os 35ºc. No inverno registam-se temperaturas negativas com frequência e, esporadicamente, há queda de neve.

Dia 1

 

Puerta del Sol
 09:00 – 09:35

Sol
 Puerta del Sol

Comece esta viagem pela Puerta del Sol, uma das praças mais famosas da cidade. Um dos pontos mais icónicos desta praça é o Quilómetro Zero, que está ali marcado desde 1950. É o ponto de partida para as seis estradas nacionais espanholas.  Vai ser difícil encontra-lo à primeira, mas siga em direcção ao edifício dos Correios, edifício esse que no topo tem um relógio que anualmente faz a contagem decrescente para a entrada do ano novo, construído no séc. XIX. Na praça também não pode deixar de tirar uma foto junto ao Oso y el Madroño (Urso e Medronheiro) que são os símbolos da cidade.

Quilómetro Zero, Puerta del Sol, Madrid
Quilómetro Zero, Puerta del Sol
Oso y el Madroño, símbolo da cidade de Madrid
Oso y el Madroño, símbolo da cidade de Madrid

Teatro Real
 10:00 – 11:00

M Ópera
Plaza de Isabel II, s/n
menores de seis anos: gratuito | jovens e idosos: €6 | adultos: €8
 todos os dias: 9:30 às 13:00

aceda ao site

Passe pelo Teatro Real, a maior casa de ópera da cidade e faça uma visita guiada. Fique atento a esta obra de arquitectura que demorou 32 anos a ser planeada e a ser construída, se tiver oportunidade assista a um espectáculo.

_DSC0176

Se fôr passar a Passagem de Ano a Madrid, escolha a Porta do Sol para entrar no novo ano, uma vez que é nesta praça que está um dos relógios mais pontuais do mundo.

Palácio Real 
 11:15 – 13:00

M Ópera
Plaza de Oriente
 jovens, estudantes até 25 anos e idosos: €6 | adultos: €11
 outubro a março: todos os dias – 10:00 às 18:00 | abril a setembro: todos os dias –  10:00 às 20:00

Há dias em que o Palácio Real está encerrado devido aos feriados espanhóis. Em determinadas datas também é possível que a visita tenha um horário reduzido e só se faça parcialmente. Consulte o site.

aceda ao site

O Palácio Real foi residência oficial dos Reis de Espanha no século XVIII. Mandado construir por Felipe V tem uma fantástica colecção de obras de arte de Goya, Velázquez e Caravaggio. 

Neste que é um dos maiores palácios da europa, vai ser possível visitar algumas das mais exuberantes salas do Palácio Real. Destaco a sala do trono onde o rei ainda recebe as suas visitas oficiais, a sala das porcelanas, sala dos espelhos e, claro, o salão real e a sala onde está a incrível colecção de stradivarius. Em todas elas vai admirar a riqueza dos estuques, da decoração e mobiliário. Aproveite também para conhecer a Catedral de la Almudena, os Jardins do Campo Mouro e os Jardins Sabatini que ficam mesmo ao lado do Palácio.

Palácio Real, Madrid
Palácio Real
Todas as primeiras quartas-feiras de cada mês, ao meio dia, acontece a troca de guardas no pátio de entrada do Palácio Real, se a sua visita coincidir com estes dias, não deixe de marcar presença.

Plaza Mayor
 13:15 – 13:30

La Latina
 Plaza Mayor

Vai saber que chegou à Plaza Mayor quando entrar numa praça rectangular, com 9 entradas e a tonalidade bordô for uma constante. Se já esteve em Salamanca vai ficar confuso… Esta praça é palco de muitos concertos, espetáculos e jogos ao longo de todo o ano.

Plaza Mayor, Madrid
Plaza Mayor

 

Evite visitar Madrid no mês de Agosto. É muito, muito, muito quente!

Mercado de San Miguel 
 13:35 – 14:30

La Latina
Plaza de San Miguel
 a partir de €15
segunda a quarta e domingo: 10:00 às 00:00 | quinta a sábado: 10:00 às 2:00

aceda ao site

Bem perto da Plaza Mayor recomendo que prove as famosas tapas espanholas no Mercado de San Miguel. O conceito assenta nos diferentes restaurantes por onde pode ir passando e provando os mais diferentes pratos. Vai ser difícil ter um sítio para se sentar, mas vai valer a pena, sugiro que prove os pimentos de padron e queso tetilla. 

Mercado de San Miguel, Madrid
Mercado de San Miguel
Iguarias do Mercado de San Miguel, Madrid
Iguarias do Mercado de San Miguel

Museu Reina Sofia
 15:00 – 16:30

Atocha
Calle de Santa Isabel, 52
jovens, estudantes até 25 anos e idosos: gratuito | adultos: €8 (coleção fixa e exposições temporárias)
quarta a sábado e segunda: 10:00 às 21:00 | domingo: 10:00 às 19:00 | terça: encerrado

Aos domingos à tarde a entrada é gratuita, mas só há acesso a uma pequena parte do museu. Para ver a coleção completa deve optar pelos outros horários.

Quando compradas online, as entradas são mais baratas. Compre aqui!

aceda ao site

À tarde dedique-se aos museus. O Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofia, aberto ao público desde 1990, tem uma importante colecção de arte espanhola e internacional que vai desde os finais do séc. XIX até à atualidade. Não pode perder o quadro Guernica de Pablo Picasso.

Museu Reina Sofia, Madrid
Museu Reina Sofia

Estação de Atocha
 16:40 – 17:10

Atocha
Plaza Emperador Carlos V

Monumento de homenagem às vítimas do atentado terrorista de 11 de março de 2004

gratuito
terça a domingo: 11:00 às 14:00 e 17:00 às 19:00 | segunda: encerrado

A Estación de Atocha foi a primeira estação central ferroviária de Madrid. Aqui estão concentradas a maior parte das ligações entre cidades espanholas e estrangeiras, sendo até hoje a estação mais utilizada pelos madrilenos. Há um incrível jardim interior, quase exótico que o vai deixar surpreendido. Não perca ainda o espaço criado em homenagem às 191 vítimas do atentado terrorista do 11 de Março de 2004.

Monumento de homenagem às vítimas do atentado terrorista de 11 de março de 2004
Monumento de homenagem às vítimas do atentado terrorista de 11 de março de 2004
Madrid a partir do Miradouro do Palácio de Cibeles
Fonte de Cibeles

Museu do Prado
 17:30 – 19:40

M Atocha
Paseo del Prado
jovens e estudantes até 25 anos: gratuito | idosos: €7,50 | adultos: €15
segunda a sábado: 10:00 às 20:00 | domingos e feriados: 10:00 às 19:00

O museu encerra nos dias 1 de janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro e tem um horário reduzido no dia 6 de janeiro e nos dias 24 e 31 de dezembro.

Há possibilidade de entrar gratuitamente no museu todos os dias entre as 18:00 e as 20:00 (aos domingos e feriados o horário gratuito é entre as 17:00 e as 19:00). Se optar por estes horário prepare-se para as longas filas de espera.

aceda ao site

O Museo Nacional del Prado, inaugurado em 1819 pelo rei  Fernando VII,  possui uma vastíssima colecção de arte sobre a história de Espanha, do século XII ao século XX. Não deixe de ver as obras primas de pintura europeia, como o quadro Las Meninas, de Diego Velásquez; A Descida da Cruz, de Van der Weyden; O Jardim das Delícias, de Bosch, e David vencendo Golias, de Caravaggio… Um verdadeiro regozijo!

Las Meninas de Diego Velásquez, no Museu do Prado
Las Meninas de Diego Velásquez, no Museu do Prado

Dia 2

 

Círculo de Belas Artes
 09:00 – 10:00

M Sevilha ou Banco de Espanha
Calle de Alcalá, 13
 €5
 segunda a sexta: 9:00 às 21:00 | sábados, domingos e feriados: 11:00 às 21:00

aceda ao site

O Círculo de Bellas Artes é um centro Cultural que se dedica em exclusivo às artes, tendo uma programação regular de exposições. No topo do edifício vai encontrar o terraço onde funciona um bar/lounge que tem das melhores vistas para o Palacio de Cibeles e para a Calle de Alcalá. Se estiver cansado este espaço é ideal para usufruir  da vista, de um bom tinto de verano e relaxar um pouco.

Vista de Madrid a partir do Círculo de Bellas Artes
Vista de Madrid a partir do Círculo de Bellas Artes

Caso seja domingo aproveite para ir à Feira do Rastro que é uma espécie de Feira da Ladra. Começa ás 9h e acaba às 15h. É a maior feira de Madrid, com mais de 400 anos de história, foi declarada Património Cultural do Povo da capital espanhola, em 2000. Aqui pode encontrar de tudo e cada rua é especializada num determinado tipo de produtos: artesanato, roupa em segunda mão, flores, mobílias vintage, velharias ou acessórios.

Palácio de Cibeles e Fonte de Cibeles
 10:15 – 11:15

M Banco de Espanha
Plaza Cibeles, 1
Gratuito
 quarta a domingo: 10:00 às 20:00 | segunda e terça: encerrado

A sua construção teve como objectivo ser a sede dos correios e telégrafos e, por isso, foi designado de “Palácio das Comunicações”. Ao longo dos anos tornou-se insustentável manter um edifício daquela dimensão, uma vez que a afluência aos correios  veio a diminuir substancialmente. Hoje é chamado de Palacio de Cibeles e é um espaço cultural onde pode entrar livremente para estudar, ler um livro, ver uma exposição, subir até ao Miradouro ou apenas recolher informações das actividades culturais da cidade. Está situado mesmo em frente à Fonte de Cibeles onde o maior clube de futebol da cidade festeja os seus triunfos.

Palacio de Cibeles, Madrid
Palacio de Cibeles

Puerta de Alcalá
 11:30 – 11:40

M Retiro
Plaza de la Independencia

Ao sair do Palacio de Cibeles, a poucos metros vai encontrar um marco da cidade: a Puerta de Alcalá, mandada construir pelo rei D. Carlos III, para servir como porta de entrada  da cidade. Ficou imortalizada na canção La puerta de Alcalá, interpretada pelos cantores Ana Belén e Víctor Manuel. Tente canta-la para aperfeiçoar o seu espanhol.

Edifício Metropolis, Madrid
Edifício Metropolis

Parque del Retiro
 12:00 – 13:00

M Retiro
Plaza de la Independencia, 7
entrada gratuita
 abril a setembro: 6:00 às 0:00 | outubro a março: 6:00 às 22:00

Parque del Retiro: a regra aqui é perder-se! Todos os recantos são dignos de contemplação. Mas não pode sair sem visitar o Palácio de Cristal o Palácio de Velázquez, a Fonte do Anjo Caído e o Monumento Alfonso XII

Parque del Retiro, Madrid
Parque del Retiro

100 Montaditos
 13:00 – 14:00

M Banco de Espanha
Plaza de las Cortes, 3
 a partir de €7

 veja a carta

É uma das mais famosas cadeias de tapas em toda a Espanha. Com preços muito em conta e com um pão de comer e chorar por mais, tente provar o maior número de Montaditos. 

Estación de Atocha, Madrid
Estación de Atocha

 Museu Thyssen-Bornemisza
 14:30 – 15:30

M Banco de Espanha
Paseo del Prado, 8
crianças: entrada gratuita | estudantes e idosos: €8 | adultos: €12
segunda: 10:00 às 16:00 | terça a domingo: 10:00 às 19:00

aceda ao site

O Museu Thyssen- Bornemisza contém uma colecção particular da família Thyssen-Bornemiszam e encontra-se no atual Palacio de Villahermosa. Entre as obras destacam-se os trabalhos de Rubens, Picasso, Van Gogh, Caravaggio, Van Eyck e Constable.

Metro de Madrid
Metro de Madrid

Gran Vía
 16:00 – 17:30

M Gran Vía
Gran Vía

A Gran Via é a mais famosa avenida de Madrid. Liga a não menos conhecida Calle de Alcalá à Praça de Espanha. Ao longo de toda a rua vai encontrar inúmeras lojas, restaurantes, teatros e cinemas. É, ao mesmo tempo, a Broadway e a Quinta Avenida de Madrid.

Gran Via, Madrid
Gran Via

Templo de Debod
 18:00 – 18:45

M Príncipe Pío ou Plaza de España
Calle Ferraz, 1
gratuito
outubro a março: ter. a sex. – 10:00 às 14:00 e 16:00 às 18:00 | abril a setembro: ter. a sex. – 10:00 às 14:00 16:00 às 18:20 | sáb. dom. e feriado: 9:30 às 20:00 | segunda: encerrado

Templo de Debod  foi construído no século II a.C em homenagem aos deuses Isis e Amon. Depois de estar muitos anos ao abandono foi doado pelos egípcios à cidade de Madrid, como forma de agradecimento pela ajuda na recuperação do templo”Abu Simbel”. Cada uma das pedras  foi transportada – uma a uma – no século VI para a praça de Espanha, perto do parque da montanha. Foi aberto ao público em 1972. Atualmente é possível visitar o interior do templo, onde estão preservadas, nas paredes, cenas de representação dos deuses do Egipto daquela época.

Templo de Debod, Madrid
Templo de Debod

O Templo de Debod é o sítio ideal para quem gosta de ver pôr-de sol.

San Ginés
 19:00 – 19:30

M Sol
Pasadizo de San Gines, 5
 a partir de €3
aberto 24 horas por dia

aceda ao site

Quem vem a Madrid não pode sair sem provar os Churros com Chocolate da San Ginés que está localizada a poucos metros da Puerta del Sol e é das mais antigas chocolaterias de Madrid, criada em 1894. É um espaço que apesar de pequeno para tantas pessoas que o frequentam, consegue ser sempre acolhedor e ter um bom atendimento.

Chocolateria San Ginés, Madrid
Chocolateria San Ginés

Como viajar até Madrid?

renfe logo

 CP + Renfe
a partir de €52,8 (ida e volta)
Reservar no renfe.com

A CP e a Renfe estabeleceram uma parceria que possibilita uma viagem diária de comboio no percurso Lisboa – Madrid – Lisboa. A viagem é feita durante a noite e não há limite de bagagem, no entanto demora quase dez horas.

TAP Portugal
a partir de €77 (ida e volta)
Reservar no flytap.com

A TAP voa diretamente para Madrid com vários voos diários a partir de Lisboa e Porto.

 Easy Jet
a partir de €53 (ida e volta)
Reservar no easyjet.com

lowcost Easy Jet voa diretamente para Madrid a partir de Lisboa com pelo menos um voo diário.

 Ryanair
a partir de €40 (ida e volta)
Reservar no ryanair.com

lowcost Ryanair tem o preço de partida mais baixo para o trajeto Porto – Madrid – Porto e oferece dois voos diários (um de manhã e outro à noite).

Onde dormir em Madrid?

Catalonia Las Cortes

 Catalonia Las Cortes .
M Antón Martín
António Augusto Gonçalves
a partir de €135/pessoa (noite)
8,2 (ótimo no Booking.com)
Reservar no Booking.com

Only YOU Hotel Atocha

 Only You Hotel Atocha .
M Atocha
Paseo de la Infanta Isabel, 13
a partir de €60/pessoa (noite)
9,5 (excecional no Booking.com)
Reservar no Booking.com

Hostel The Hat Madrid

 Hostel The Hat Madrid
M La Latina ou Sol
 Calle Imperial, 9
a partir de €27/pessoa (noite)
9 (soberbo, no Booking.com)
Reservar no Booking.com

Se viajar para Madrid durante um fim de semana gasta cerca de €300 por pessoa

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção à autora: claudiapaiva@w360.pt
Roteiros

claudia-paivatexto e fotos Cláudia Paiva
claudiapaiva@w360.pt

vídeos Diogo Pereira

Coimbra, Portugal

Coimbra está na rota do património mundial desde 2013, mas antes desta tão elevada classificação já estava na rota de milhares de estudantes que por aqui passam, ano após ano, para iniciarem a vida académica. Mas nem só de estudantes é feita a cidade. Arte, cultura, ciência, tecnologia e o fado estão no ADN desta cidade cheia de vida.

Aproveite para conhecer Coimbra num fim de semana. Qual a melhor altura do ano? Venha em maio, mês de uma das maiores festas de estudantes do país ou em setembro, início do ano lectivo e quando milhares de estudantes andam trajados pelas ruas de Coimbra.

Coimbra
Portugal (centro)
 Português
143 396 hab. (2011)
Euro (EUR)
GMT+0
 Europeia, 2 pinos
+351
112
No inverno as temperaturas variam entre 5ºc e 20ºc.
No verão as temperaturas variam entre os 10ºc e os 30ºc.

Dia 1

Igreja de Santa Cruz
  09:30 – 10:30

Praça 8 de Maio
entrada gratuita
aceda ao site
segunda a sábado: 09:00 às 17:00 (aos sábados encerra entre as 12:00 e as 14:00) | domingos e feriados religiosos: 16:00 às 17:30

Comece esta viagem pela baixa da cidade. Se vier de comboio é provável que chegue à estação Coimbra-B. Aqui procure um comboio com destino a Coimbra que o vai deixar na estação central da cidade. Ainda dentro do comboio vai ser atraído pelo rio que banha a cidade dos estudantes: o rio Mondego que nasce na Serra da Estrela e vai desaguar perto da Figueira da Foz.

Siga pelas ruas estreitas da baixa da cidade, mas antes olhe para a bonita fachada da estação de onde acabou de sair. Tem mais de 130 anos e é uma importante porta de entrada em Coimbra. Sempre acompanhado de cafés, lojas e mercearias há de chegar à Igreja de Santa Cruz que tem a sua origem no estilo romântico e foi fundada em 1131. Este é um dos mais emblemáticos edifícios nacionais porque aqui estão os túmulos dos dois primeiros Reis de Portugal: D. Afonso Henriques, “o conquistador” e D. Sancho I, “o povoador”.

Café Santa Cruz
 10:30 – 11:00

Praça 8 de Maio
aceda ao site
todos os dias: 7h00 às 2h00

Do lado direito da Igreja de Santa Cruz está um dos mais icónicos cafés da cidade: o Café Santa Cruz. Nem sempre teve a função de café-restaurante, tendo sido mandado erguer em 1530 com funções de convento. Com o passar dos anos foi-se transformando em igreja, armazém de ferragens e canalizações, esquadra de polícia, casa funerária, quartel de bombeiros e em 1923 transforma-se finalmente no Café Santa Cruz que hoje conhecemos. A meio da manhã passe por lá e prove os famosos Crúzios, um doce antigo muito, muito bom.

Café Santa Cruz
Café Santa Cruz

 

Se viajar para Coimbra de autocarro não deixe ver as vantagens que o cartão Reflex da Rede Expressos lhe pode oferecer.

Edifício Chiado 
 11:00 – 11:30

Rua Ferreira Borges
€1,20 (jovens e idosos) a €1,80 (adultos)
aceda ao Facebook
terça a sexta: 10:00 às 18:00 | sábado e domingo: 10:00 às 13:00 e das 14:00 às 18:00

Continue pela rua principal da baixa, a rua Ferreira Borges, até chegar ao Museu Municipal de Coimbra, no Edifício Chiado. Com arquitetura de ferro, faz parte do núcleo da cidade muralhada. O seu acervo divide-se por seis núcleos: pintura do séc. XIX e primeira metade do séc. XX, mobiliário, cerâmica, escultura, pratas e outras peças heterogéneas.

Museu Municipal de Coimbra - Edifício Chiado
Museu Municipal de Coimbra – Edifício Chiado

Torre e Arco de Almedina
 11:30 – 12:30

Rua do Arco Almedina 7
€1,20 (jovens e idosos) a €1,80 (adultos)
aceda ao Facebook
terça a sexta: 10:00 às 18:00 | sábado e domingo: 10:00 às 13:00 e das 14:00 às 18:00

Quando sair do museu volte um pouco para trás, vire à direita e procure o Arco de Almedina. Aproveite para comprar um postal ou uma lembrança da cidade e depois suba à Torre de Almedina, que servia para vigiar a principal entrada na antiga cidade medieval. Conheça toda a história de Coimbra através do núcleo interpretativo que encontrar.

Arco de Almedina
Arco de Almedina
Aproveite o bilhete do comboio rápido que o deixará na estação Coimbra-B para chegar à estação central da cidade sem pagar mais por isso

Sé Velha
12:30 – 13:30

Largo Sé Velha, 3000-383 Coimbra
€2,5
aceda ao site
segunda a sábado: 10:00 às 18:00 | domingos e feriados: 13:00 às 18:00

A partir daqui o caminho é difícil, só os Crúzios do Café Santa Cruz lhe podem dar a energia necessária para subir até à Sé Velha. A sua construção terá sido iniciada no séc. XII e destaca-se a grande porta lateral em calcário branco. No interior os claustros do séc. XVIII são o grande segredo por descobrir.

Sé Velha Coimbra
Sé Velha

Instituto Universitário Justiça e Paz 
13:30 – 14:30

Rua da Couraça de Lisboa, 30
aceda ao site
a partir de €5
segunda a sexta: 8:30 às 23:30 | sábado: 9:00 às 19:00 | domingo: encerrado

Já na alta de Coimbra faça uma pausa para almoço envolvido no espírito universitário. A minha sugestão é o Instituto Universitário Justiça e Paz. Se estiver bom tempo aproveite a esplanada para ter das melhores vistas para o rio Mondego, o Jardim Botânico da Universidade e a Ponte Pedro e Inês.

Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
Coimbra é uma cidade pequena e todos os locais estão acessíveis sem necessidade de recorrer a transportes públicos, no entanto como vai ter que subir e descer muitas ruas traga calçado confortável

Universidade de Coimbra
 14:30 – 16:00

Largo da Porta Férrea
aceda ao site
gratuito (crianças com menos de 12 anos) a€9 (adultos)
aceda ao site
loja: 8:30 às 19:00 | circuito turístico: 9h00 às 19h30 | Torre da Universidade: 10:00 às 19:00

Depois do almoço percorra a Universidade de Coimbra, a mais antiga de toda a lusofonia e uma das mais antigas da Europa, foi mandada construir por D. Dinis em 1290. Já ultrapassou os 700 anos!

Não saia sem visitar o Paço Real, a Capela de São João, suba À Torre da Universidade e deixe para o fim, se conseguir aguentar a ansiedade, a famosa Biblioteca Joanina, que já conquistou o galardão de mais bonita biblioteca do mundo.

Atualmente mais de 20 mil alunos estudam nesta que é uma das universidades mais prestigiadas da Europa. O pólo mais antigo é constituído pela Faculdade de Direito, Letras, Medicina, Psicologia e departamentos de Física e Química, Matemática, Arquitetura e Antropologia. Para além deste, a Universidade de Coimbra tem mais dois pólos de ensino e investigação que acolhem estudantes de cursos como Farmácia, Economia ou Engenharias.

Universidade de Coimbra
Universidade de Coimbra
Torre da Universidade de Coimbra
Torre da Universidade de Coimbra
Poupe nas entradas nos museus de Coimbra. No primeiro domingo de cada mes, a entrada é gratuita na maioria deles.

Museu Nacional de Machado de Castro
 16:00 – 18:00

Largo Dr. José Rodrigues
€6 (Criptopórtico),  €3 (circuitos temáticos), entrada gratuita para crianças até aos 12 anos
aceda ao site
abril a setembro: ter. – 14:00 às 18:00; qua. a sáb. – 10:00 às 19:00 outubro a março: ter. a dom. –  10:00 às 13:00, 14:00 às 18:00

Ainda pela zona da Universidade siga em direção ao Museu Nacional de Machado de Castro. Para absorver toda a história deste fantástico museu, gaste duas horas com ele. Vai valer a pena!

A jóia da coroa do Machado de Castro é o Criptopórtico do Forum de Aeminium do séc. I e que é considerada a mais importante construção Romana conservada em Portugal.

Para além dos seis núcleos, (escultura (período romano ao século XX), ourivesaria (dos séculos I ao XX), pintura (dos séculos XV ao XX), cerâmica (dos séculos XVI ao XX), têxteis (dos séculos XVI ao XIX) e mobiliário (dos século XVIII e XIX )) o acervo é ainda constituido por bens de casas religiosas extintas na região de Coimbra, peças do espólio proveniente das escavações arqueológicas no criptopórtico.

 

Jardim Botânico da Universidade de Coimbra
18:00 – 19:00

 Combatentes
 entrada gratuita
aceda ao site
outubro a  março: 9:00 às 17:30 | abril a setembro: 9:00 às 20:00

O Jardim encerra nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1 de janeiro bem como nos dias da realização dos cortejos da Festa das Latas e da Queima das Fitas.

 

Volte a subir em direção à Alta Universitária, passe na Rua Larga (entre a Faculdade de Medicina e os Departamentos de Física e Química) e chegue à praça que partilha o nome com o fundador da Universidade de Coimbra: D. Dinis. O sexto Rei de Portugal olha na direção das Escadas Monumentais, com um total de 125 degraus.

Desça as escadas e, ao fundo, vire à direita e mantenha os Arcos do Jardim no horizonte.

Entre no Jardim Botânico que foi mandado construir pelo Marquês de Pombal em 1772 e procure a estátua do professor Avelar Brotero que fez crescer o jardim, que tem atualmente mais de 13 hectares de extensão, e foi um dos principais responsáveis por diversos estudos na área da botânica.

 

Casa das Caldeiras 
 19:00 – 21:30

 Padre António Vieira 7
 a partir de €10
aceda ao Facebook
 terça a domingo 9:00 às 2:00; segunda: fechado

Para jantar recomendo a Casa das Caldeiras. Não está no Porto, mas prove uma Francesinha.

O espaço não é só um restaurante, é também uma atração de interesse histórico e, imagine-se, industrial. Ali estão as caldeiras que abasteciam o hospital da universidade, quando ainda funcionava na Alta Universitária. Ainda hoje pode ver as linhas por onde passavam os carrinhos com o carvão, e a estrutura das caldeiras.

Casa das Caldeiras
Casa das Caldeiras

 

 

Alta
 21:30 –

 

Um dos locais noturnos mais frequentados da cidade é a Alta. Tem uma grande variedade de bares e as bebidas são baratas. É comum os estudantes ficaram na rua a beber uma cerveja, uma sangria ou o tradicional Traçadinho (uma mistura de vinho com gasosa).

Bar Passaporte Coimbra
Bar Passaporte

Mais calmo do que os tradicionais bares de estudantes da Alta e com uma maior variedade de bebidas sugiro o Passaporte. Localizado no antigo Governo Civil de Coimbra, destaca-se pela vista sobre o Mondego. É ótimo para relaxar depois de um dia intenso, mas não se entusiasme com as bebidas portuguesas porque amanhã o dia começa cedo.

Parque Verde do Mondego
Parque Verde do Mondego

Dia 2

Penedo da Saudade
 09:30 – 10:00

Av. Marnoco e Sousa
 entrada gratuita
 aberto 24 horas por dia

Comece o dia pelo Penedo da Saudade, um parque pequeno onde os estudantes deixam placas que assinalam o fim das suas vidas académicas.

Daqui consegue ver também uma zona mais urbana de Coimbra, onde se insere o Estádio onde joga a principal equipa da cidade: a Académica.

Penedo da Saudade
Penedo da Saudade

Círculo de Artes Plásticas
 10:00 – 11:00

Pedro Monteira (Casa Municipal da Cultura, Piso -1)
Gratuito
aceda ao Facebook
Terça a Sábado: 14:00 às 18:00

Prossiga em direção ao Círculo de Artes Plásticas de Coimbra, onde poderá ver exposições temporárias de arte contemporânea. Por aqui passam anualmente os mais prestigiados artistas plásticos – e não só – do país.

De seguida desça pelo Jardin da sereia, obra idealizada e construída no reinado de D. João V. A entrada, voltada para a Praça da República, é coroada por três estátuas representando a Fé, a Caridade e a Esperança. A influência do barroco francês manifesta-se nas alamedas debruadas a loureiros, bem como nos lagos, tanques, canteiros e elementos decorativos como os painéis de azulejos.

Círculo de Artes Plásticas - Edifício Sereia
Círculo de Artes Plásticas – Edifício Sereia

Parque Verde
 11:00 – 12:00

Av. de Lousa
 entrada gratuita
aceda ao site
 aberto 24 horas por dia

Desça pela Avenida Sá da Bandeira em direção ao Parque Verde. Pelo caminho vai encontrar o mercado municipal D. Pedro V que funciona de segunda a Sábado das 7:00 às 19:00. Aqui vai encontrar produtos regionais de Coimbra de altíssima qualidade.

Quando chegar ao Parque Verde aproveite para descansar um pouco, ler um livro ou tirar uma foto na Ponte Pedonal Pedro e Inês. O parque foi um projeto da autoria do arquiteto Camilo Cortesão e da arquiteta Mercês Vieira e abrange as duas margens do rio Mondego.

 

Zé Manel dos Ossos
 12:00 – 14:00

Beco do Forno 12
a partir de €7,5
aceda ao Facebook
 segunda a sábad0: 12:30 às 15:00 | domingo: fechado

Almoce no Zé Manel dos Ossos, uma tasca tipicamente portuguesa. Fica num dos becos da Baixa, bem escondida por trás do edifício do Banco de Portugal. O espaço é pequeno e nem sempre é fácil conseguir uma mesa, mas a espera é recompensada quando chegam à mesa os saborosos ossos que são apenas uma entrada. Para almoçar recomendo o Arroz de Feijão e Costeletas. Para a sobremesa prove o… vomitado! Vai ver que vai gostar.

Hotel Astória e Agência do Banco de Portugal Coimbra
Hotel Astória (esq.) e Agência do Banco de Portugal (dir.)

Portugal dos Pequenitos
 14:00 – 16:00

Largo Rossio de Santa Clara
€5,95 (crianças até aos 13 anos) a €9,5 (adultos)
aceda ao site
1 de janeiro a 29 de fevereiro e 16 de outubro a 31 de dezembro – 10:00 às 17:00; 1 de março a 31 de maio e de 16 de setembro a 15 de outubro – 10:00 às 19:00 | 1 de junho a 15 de setembro – 9:00 às 20:00

Atravessando a ponte de Santa Clara encontra o Portugal dos Pequenitos. Um espaço com miniaturas dos edifícios das várias regiões do país, bem como das ex-colónias portuguesas, numa tentativa de mostrar a dimensão imperial do país. Nos últimos anos foram acrescentadas mais duas obras, a casa do chá da artista portuguesa Joana Vasconcelos e uma réplica das Casas de Xisto.

 

Mosteiro de Santa Clara-a-velha
 16:00 – 17:00

Rua das Parreiras, Santa Clara
aceda ao site
gratuito (crianças até aos 11 anos) a €5 (adultos)
 maio a setembro: ter. a dom. – 10:00 às 19:00; seg. –encerrado outubro a abril: ter. a dom. –  10:00 às 18:00, seg. –encerrado

O Mosteiro de Santa Clara- a-Velha, monumento nacional, foi fundado por Dona Mor Dias em 1286, com objetivo de criar uma casa de clarissas. Construído na margem esquerda do rio Mondego, ao longo dos anos Santa Clara sofreu sucessivos avanços da água, razão pela qual as freiras que habitavam o local se mudaram para Santa Clara a Nova. O edifício chegou a estar totalmente submerso.

Quinta das Lágrimas
Quinta das Lágrimas

Quinta das Lágrimas
 17:00 – 18:30

António Augusto Gonçalves
gratuito (crianças até aos 10 anos) a €2,5 (adultos)
aceda ao site
16 de março a 15 de outubro: ter. a dom. – 10:00 às 19:00; seg. –encerrado | 16outubro a 15março: ter. a dom. –  10:00 às 17:00, seg. –encerrado

Há visitas guiadas por €5

 

Para terminar a sua visita a Coimbra, visite a Quinta das Lágrimas que Luís de Camões imortalizou na literatura portuguesa na sua obra-prima, Os Lusíadas. Não era para menos. A quinta foi palco de um dos romances proibidos da história da família real portuguesa.

No séc. XIV esta era uma zona de caça da família real e onde o príncipe D. Pedro e Inês de Castro, uma fidalga galega que servia de companhia a sua mulher, D. Constança, se encontravam às escondidas. Ao ser descoberta a relação, Inês de Castro foi assassinada na mata por ordem do Rei D. Afonso IV, rei de Portugal e pai de D. Pedro. Quando D. Pedro herdou o trono e se tornou Rei de Portugal, procurou o corpo de D. Inês e coro-a Rainha de Portugal.

Hoje a Quinta das Lágrimas é um hotel de luxo, uma boa opção para pernoitar em Coimbra.

Como viajar até Coimbra?

Chegar até Coimbra é muito fácil de qualquer ponto do país. A cidade é ligada por diversas auto-estradas, uma rede de autocarros com várias origens e ainda a estação de comboio, ligada às principais cidades do norte, sul e centro do país. Se a sua origem for fora de Portugal, o aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, é o mais próximo da cidade.

Onde dormir em Coimbra?

Quinta das Lágrimas

Quinta das Lágrimas .
António Augusto Gonçalves
a partir de €135/pessoa (noite)
8,2 (ótimo no Booking.com)
Reservar no Booking.com

Hotel Astória

Hotel Astória .
Emídio Navarro 21
a partir de €61/pessoa (noite)
7,5 (bom no Booking.com)
Reservar no Booking.com

NS Hostel

NS Hostel & Suits
Lourenço Almeida de Azevedo
a partir de €15,20/pessoa (noite)
7,8 (bom, no Booking.com)
Reservar no Booking.com

Se viajar para Coimbra durante um fim de semana gasta cerca de €200 por pessoa

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção à autora: claudiapaiva@w360.pt
Roteiros

claudia-paivatexto e fotos Cláudia Paiva
claudiapaiva@w360.pt

vídeos Diogo Pereira

 Dublin, Irlanda

A Capital da Irlanda é ideal para passear tranquilamente, chegando facilmente a qualquer sítio. É uma cidade pequena, mas com muito para explorar durante um fim-de-semana.

Dublin também é uma cidade para sair à noite, ouvir concertos, passear pelos espaços históricos e os espaços verdes. Se gosta de festas, não pode  perder o Saint Patrick Day (17 de Março).

A tão acalmada cidade universitária, Trinity College, é outro ponto de passagem obrigatória. Por lá passaram nomes como Oscar Wilde, Oliver Goldsmith, Douglas Hyde ou James Joyce. Não deve perder a visita à Old Library, biblioteca onde está a exposição permanente Book of Kells. Esta é das mais belas bibliotecas do mundo.

O centro urbano cruzado pelo rio Liffey é muito marcado pela cultura irlandesa dos pubs, restaurantes, lojas e barbeiros típicos.

Dublin
Irlanda (capital)
Irlandês e Inglês
527.612 hab.
Euro (EUR)
GMT+1
 Americanas, 3 pinos
+353
112
No inverno as temperaturas variam entre 8ºc e -18ºc, havendo esporadicamente temperaturas negativas. A neve é rara.
No verão as temperaturas variam entre os 12ºc e os 25ºc. Dublin não é especialmente quente

Dia 1

Dublin Castle
 10:00 – 12:00

Dame Street, Dublin 2
€2 (crianças) a €4 (adultos)
aceda ao site
segunda a sexta: 10:00 às 16:45 | sábados e domingos: 14:00 às 16:45

Quando chegar a Dublin aproveite para conhecer o centro histórico. Passe pelas pontes que cruzam o rio Liffey, e espreite o Dublin Castle. É neste espaço que decorem as receções oficiais do país. Não deixe de cumprimentar a Molly Malone e aproveite para enviar um postal para casa. (em frente à estátua está o serviço de correios).

Centro Histórico Dublin
Dublin Castle

moly copyMolly Malone

Christ Church
 12:00 – 13:00

Barronstrand Street, Waterford
entrada gratuita

Na visita pelo centro histórico, e se é um amante de arquitetura, pare para visitar a Cathedral of the Most Holy Trinity, popularmente conhecida como Christ Church. É uma das mais antigas catedrais medievais juntamente com a Cathedral of Saint Patrick.

Catedral da Santíssima Trindade
Christ Church

 

Poupe nas visitas guiadas: se ficar num Hostel consegue ter visitas gratuitas todas as manhãs. Fica bem dar uma grojeta no final, mas não é obrigatório.

 

Almoço no The Old Storehouse
 13:00 – 14:00

Crown Alley, Temple Bar, Dublin 2
A partir de €15/pessoa
Consulte a carta

Depois de uma manhã pela história Irlandesa almoce no The old Storehouse, onde a refeição fica numa média de 15€. A minha sugestão é o Traditional Irish Guinness and Beef Casserole with braised vegetables and creamy mash. Acredite que vai querer repetir!

Almoço
Traditional Irish Guinness and Beef Casserole with braised vegetables and creamy mash

 

Trinity College
 14:00 – 16:30

College Green, Dublin 2, Irlanda
€9 a €26
aceda ao site
outubro a maio: seg. a sáb. – 9:30 às 17:00; dom. – 12:00 às 16:30 | junho a setembro: seg. a sáb. – 9:00 às 18:00; dom. – 9:30 às 18:00

Logo a seguir ao almoço visite o campus Trinity College, a mais famosa e antiga universidade da Irlanda fundada em 1592 pela Rainha Elizabeth I. Antes de entrar em qualquer edifício, e ainda com a força recarregada do almoço, rode o pesado globo dourado Sphere within a Sphere de Arnaldo Pomadoro, que faz parte de um conjunto de esferas espalhadas pelo mundo: no Vaticano, Nova Iorque, Veneza, Califórnia, etc.

"Sphere within a Sphere” de Arnaldo Pomadoro
Sphere within a Sphere de Arnaldo Pomodoro

Atrás do globo pode observar o Building Museum. Um museu que pertence ao departamento de geologia e cuja construção é influenciada pela arquitetura bizantina de Veneza. A fachada é constituída por diferentes círculos com figuras de animais, plantas e flores esculpidas.

Agora sim, vá até à Old Library e perca-se entre os mais de duzentos mil títulos de manuscritos que compõem o acervo mais antigo da Irlanda. Conheça também o Book of kells, manuscrito com mais de 300 páginas escritas por monges celtas, entre o século VI e o início do século IX. É uma relíquia da arte religiosa medieval, porque contém quatro evangelhos da bíblia em latim, ilustrado e com uma encadernação detalhada.

 

Poupe quando chegar evitando os autocarros de ligação direta entre o aeroporto e o centro da cidade. Procure o autocarro nº41 que o deixará no centro da cidade. Vai pagar menos de metade do valor (a diferença é de €3 para €10).

 

Whiskey Museum
16:30 – 18:00

Grafton Street 119, Dublin 2
€7,5 (crianças) a €16 (adultos)
comprar entradas online
aceda ao site
verão: 10:00 às 18:00 | inverno: 10:30 às 18:00

O museu tem vários planos para visitas guiadas que podem ser consultados no site.
Há preços especiais para famílias.

E porque a Irlanda também é conhecida pelo whisky, conheça sua história no Irish Wiskey Museum. Numa experiência interativa fica a saber tudo sobre uma das bebidas mais conhecidas em todo o mundo. Quando sair do Trinity College só vai demorar 7 minutos a chegar aqui.

Temple Bar
Bar Irlandês

 

Para circular nos autocarros de Dublin é sempre necessário ter dinheiro trocado. O sistema de dispensa de bilhetes não dá troco e não ter moedas pode implicar o impedimento de viajar.

 Jantar e passar a noite em Temple Bar
18:00 – 

Temple Bar é uma das zonas de diversão mais conhecidas de Dublin. Aproveite para jantar por lá e depois procure um bar com musica ao vivo e experimente uma das muitas cervejas disponíveis. Não beba uma Guinness. Essa fica para amanhã quando visitar o museu inteiramente dedicado à mítica cerveja Irlandesa.

Dia 2

 Guinness Storehouse
10:00 – 13:00

St James’s Gate, Dublin 8
€6,5 (crianças) a €20 (adultos
aceda ao site
comprar bilhetes online
todos os dias: 9:30 às 19:00
   

Se comprar bilhetes online beneficia de uma redução no preço
Há preços especiais para famílias.

Não vai tardar muito até beber a famosa Guinness que ontem ficou pendurada. Vá em direção a St. James Gate para visitar a Guiness Storehouse, a fabrica é paragem obrigatória para quem visita a cidade. Foi construída em 1904, com influências da arquitetura de Chicago e está naquele local porque há água em abundância, o principal ingrediente para produzir cerveja.

Depois de uma visita totalmente interativa, terá uma degustação gratuita da cerveja no Gravity bar onde, para além de saborear a deliciosa cerveja de cor rubi, terá a melhor vista panorâmica da cidade.

O clima de Dublin é conhecido por ser húmido e chuvoso, vá prevenido.

 

 

The National Museum of Irland Decorative Arts and History
15:00 – 17:00

Collins Barracks, Benburb St, Dublin 7
entrada gratuita
aceda ao site
terça a sábado: 10:00 às 17:00 | domingo: 14:00 às 17:00 | segunda: encerrado

Deixe-se perder pela história da Irlanda no The National Museum of Irland Decorative Arts and History. Situado num antigo quartel, tem especial ênfase na história da Primeira Guerra Mundial. Não pode perder as fardas, objectos pessoais dos soldados e instrumentos de guerra. O museu possui ainda um núcleo de porcelanas, cristais, ourivesaria e numismática.

_DSC0200
Saint Stephen Green Park

 

Saint Stephen Green Park
17:00 – 20:00 

St Stephen’s Green, Dublin 2, Irlanda

Localizado no centro de Dublin, passe por aqui e aproveite para relaxar ou fazer um piquenique. Se viajar com crianças, elas vão adorar o lago dos cisnes.

Atualmente o ambiente é agradável, mas no século XVIII o local era usado para execuções públicas.

Dia 3

The National Wax Museum Plus
10:00 – 12:00

 Foster Pl 4, Dublin 2
€8 (crianças) a €12 (adultos)
site
comprar online
todos os dias: 10:00 às 19:00
   

Se comprar bilhetes online beneficia de uma redução no preço
Há preços especiais para famílias.

Para começar o dia uma boa opção é ao The National Wax Museum Plus, uma atração interativa que leva o visitante a conhecer a história irlandesa. No meio de muita animação a experiência passa pela possibilidade de fazer uma música num estúdio de gravação e ainda ter a possibilidade de ver um conjunto alargado de personagens históricas em cera.

Uma pequena curiosidade: o museu é constituído por quatro andares no prédio histórico em Foster Place, que anteriormente foi uma casa para guardar ouro e armas da Irlanda.

 

Portas Gregorianas
Portas Gregorianas

Rua Fitzwilliam
12:00 – 13:00

Comece a manhã por dar um passeio na famosa Fitzwilliam Street. Não se esqueça de levar a máquina fotográfica para captar as cores vivas das portas gregorianas, tipicamente irlandesas. Em Dublin são muito tradicionais as fachadas das casas em pedra e tijolo onde sobressaem as portas coloridas.

 

Merrion Square Garden
13:00 – 15:00

Merrion Square, Dublin, Co. Dublin

Passe em seguida pelo Merrion Square onde, sobre uma rocha de granito, vai encontrar a estátua de Oscar Wilde. O dramaturgo e escritor morava no nrº1 da Merrion Square. Aproveite para almoçar pelo parque.

_DSC0265
Estátua de Óscar Wilde no Merrion Square Garden

Hugh Lane Gallery
15:00 – 16:30

Charelmont House, Parnell Square N, Dublin 1, Irlanda
entrada gratuita
aceda ao site
terça a sexta: 9:45 às 18:00 | sábado: 9:45 às 17:00 | domingo: 11:00 às 17:00 | segunda: encerrado

Para acabar a visita a Dublin não perca o Hugh Lane Gallery, que fica numa casa tipicamente gregoriana. Possui uma das melhores coleções de arte moderna  e contemporânea do país. Abriu em 1908 e inclui obras de Manet, Monet, Degas, Pissaro, Monisot e Renoir, além do belíssimo trabalho em vitral The Eve of St. Agnes de Harry Clarke. Aqui pode ainda ver a reconstrução da oficina de trabalho de Francis Bacon.

 

Como viajar até Dublin?

 

Aer Lingus
a partir de €83 (ida e volta)
Reservar no aerlingus.pt

Lisboa > Dublin
todos os dias 10:30 > 13:20 e 22:00 > 00:50

Dublin > Lisboa
todos os dias 7:00 > 9:50 e 18:30 > 21:20

Ryanair
a partir de €40 (ida e volta)
Reservar no Ryanair.pt

Lisboa > Dublin
todos os dias 10:00 > 12:50

Dublin > Lisboa
todos os dias 6:45 > 9:35

Onde dormir em Dublin?

FourCourts001

The Four Courts Hostel
15 – 17 Merchant’s Quay, D8
a partir de €22/pessoa (noite)
8,1 (Ótimo no Booking.com)
Reservar no Booking.com

23147657

DoubleTree by Hilton
Upper Leeson Street, D4
a partir de €135/pessoa (noite)
8,6 (Fabuloso no Booking.com)
Reservar no Booking.com

47299987

  Jacobs inn Hostel
21 – 28 Talbot Place, Dublin
a partir de €15,84/pessoa (noite)
8,1 (Ótimo no Booking.com)
Reservar no Booking.com

Se viajar para Dublin durante três dias gasta cerca de €300 por pessoa

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção à autora: claudiapaiva@w360.pt