NewsletterEm Angola ler um livro dá prisão

Em Angola ler um livro dá prisão

PUB

Diogo Pereirapor Diogo Pereira
diogopereira@w360.pt

nº 002 | 27/03 a 02/04 | 2016

O início desta semana confirmou aquilo que muitos já estavam à espera. O regime de pulso forte de José Eduardo dos Santos condenou Luaty Beirão e mais 16 ativistas de “atos preparatórios de rebelião” porque foram descobertos a ler um livro “proibido”. Este foi o início de uma semana dramática para Angola. Antes do fim de semana começam a chegar informações de centenas de mortes por falta de condições hospitalares e medicamentos. E como se não bastasse o jornalista Rafael Marques mostra mesmo como funciona a morgue do maior hospital de Luanda. Faltam condições de higiene e os familiares têm que – eles próprios – dar banho aos seus mortos e transporta-los para os locais de enterro, muitas vezes em pick-ups ou a pé.

No médio oriente, o Estado Islâmico parece estar a perder força. A cidade de Palmira voltou para as mãos do regime sírio e parece agora mais fácil atacar Raqqa, capital e bastião dos extremistas islâmicos.

A destacar ainda o atentado no Paquistão que provocou 72 mortos e para o sequestro de um avião egípcio por um “idiota”.


Subscreva a Newsletter semanal do W360.PT para a receber no seu email. Clique aqui!

 


Luaty Beirão e restantes ativistas condenados a penas de prisão até 8 anos

Foram 17 os ativistas angolanos acusados de “atos preparatórios de rebelião e associação de malfeitores. Entre eles está o luso-angolano Luaty Beirão que terá que cumprir uma pena de cinco anos e seis meses, não sendo, no entanto, a pena mais pesada. Domingos da Cruz, autor do livro “Ferramentas para destruir o ditador e evitar nova ditadura” terá que cumprir oito anos e seis meses de prisão, de acordo com a sentença do Tribunal de Luanda. Este livro, que nunca foi publicado foi a base para vários seminários que, de acordo com o regime de José Eduardo dos Santos, punham em causa a segurança do estado.

PUB

O processo que culminou com a detenção dos ativistas angolanos foi iniciado a 20 de junho de 2015 quando 13 deles foram detidos por participarem num seminário que tinha por objetivo destituir o regime de José Eduardo dos Santos e, de acordo com a acusação, formar um “Governo de Salvação Nacional e elaborar uma nova Constituição”.

Estado Islâmico perde Palmira

Depois de em maio do ano passado o auto-proclamado Estado Islâmico (EI) ter conquistado uma das mais importantes cidades sírias, o regime de Assad recuperou Palmira. De acordo com informações do Observatório Sírio dos Direitos Humanos, o EI, recuou para posições defensivas e, embora o grupo terrorista tenha deixado um rasto de destruição consideravel, fonte governamental já veio garantir que vão “devolver a vida a Palmira”, cidade património mundial da humanidade.

A localização geográfica de Palmira é também importante para o regime sírio avançar e recuperar a capital e bastião do Estado Islâmica, Raqqa.

Pelo menos 72 mortos em atentado no Paquistão

Eram sete da tarde quando uma explosão devastou um parque público em Lahore, no Paquistão. Pelo menos 72 pessoas morreram e mais de 300 terão ficado feridas. De acordo com as autoridades paquistanesas a maioria das vítimas eram mulheres e crianças.

O ataque foi reivindicado pelo grupo taliban Janaat-ul-Ahrar, que garantiu que “o alvo eram os critãos”. Estes ataques têm sido frequentes no Paquistão, onde os grupos guerrilheiros taliban têm espalhado o caos. Já no início do mês tinha ocorrido um ataque a um autocarro onde viajavam elementos do governo da cidade de Peshawar, no noroeste do Paquistão. Morreram 15 pessoas.

Morrem às centenas em Angola

Têm sido às centenas ou aos milhares – ninguém sabe ao certo – o número de pessoas que morrem em Angola, numa crise humanitária que está a deixar a nu fragilidades no sistema de saúde daquele país. A malária, febre amarela ou a cólera, são algumas das doenças mais perigosas que, associadas à crescente falta de medicamentos e falta de camas nos hospitais, se têm mostrado fatais.

Conta o correspondente do Expresso em Luanda que só no último sábado foram mais de 100 pessoas a enterrar em dois cemitérios da capital de Angola. Também ao Expresso, fonte do ministério da saúde e Angola, que não quis ser identificada, afirma que morrem cerca de 80 crianças por dia.

Esta situação ficou mais clara quando Rafael Marques, jornalista angolano, descreveu no site Maka Angola como é um dia na morgue de um dos principais hospitais da capital Luanda. “Em cinco horas, até às 7:13, 235 cadáveres sairão da morgue do Hospital Josina Machel, em Luanda, para serem enterrados. É uma média de saída de um caixão a cada minuto e 20 segundos.”, começa por descrever Rafael Marques, continuando a desvendar um cenário dantesco. “Na parte traseira da morgue, o cenário fala por si. Cada família leva o seu bidão com água, são todos amarelos, de 20 litros, banheira, sabão, o necessário para darem banho aos seus mortos.”

O jornalista angolano publicou ainda um vídeo onde se podem ver famílias a dar banho aos cadáveres, no exterior do edifício, sem as mínimas condições de higiene. No mesmo local misturam-se águas sujas com sangue, máscaras, luvas, roupas, lençóis…

Novo atentado terá sido evitado em França

Não são claras as informações que chegam de França, mas um homem de 32 anos, francês, terá sido detido pela polícia belga no passado domingo. De acordo com informações próximas da investigação citadas pela AFP, o suspeito estaria mandatado pelo Estado Islâmico para levar a cabo um novo atentado em solo francês.

A par deste homem, cuja identidade não foi revelada, foram detidos mais 9 suspeitos de estarem envolvidos nos ataques de novembro em Paris.

Dilma perde apoio do segundo partido do governo

Cada vez mais próxima da votação do impeachment, Dilma Rousseff acaba de perder mais um apoio de peso. O até agora seu maior aliado, o PMDB abandonou o governo passando para a oposição.

A estratégia do segundo partido do governo brasileiro parece clara. Ora, se Dilma fôr destituída – o que parece mais óbvio se o PMDB apoiar o impeachment – é Michel Temer (vice presidente do Brasil) quem assegura o lugar de presidente até às eleições de 2018. E quem é Michel Temer? É o líder do PMDB.

No caso de Lula também há desenvolvimentos. O mal amado juiz Sérgio Moro foi retirado da investigação que recai sobre o ex-presidente do Brasil, de acordo com a vontade da quase totalidade dos juízes do Supremo Tribunal Federal. Esta é já uma consequência do assumir de funções ministeriais de Lula da Silva.

Sanders ganha terreno. Mas Clinton continua a liderar

Depois de Hillary Clinton ter dado mais um passo rumo à nomeação para candidata às presidenciais dos EUA, Bernie Sanders veio mostrar que as contas só se fazem no fim e que ainda tem uma palavra a dizer. O candidato democrata levou a melhor nos três estados que estavam em jogo no fim de semana passado: Washington, Alasca e Havai. Embora a distância que a antiga primeira dama leva ainda seja significativa, Bernie Sanders conseguiu uma importante vitória no mais importante de todos os estados: Washington. “Dificilmente podem negar que a nossa campanha ganhou um novo impulso”, disse no Twitter.

No partido republicano não houve votações esta semana, mantendo-se Donald Trump à frente.

EUA canalizam 335 milhões de dólares para segurança na Ucrânia.

A Ucrânia vai receber 335 milhões de dólares para promoverem a segurança no interior do seu território que vive em guerra cível desde o final de Este dinheiro será canalizado pelos EUA, de acordo com o anuncio de Joe Biden e servirá para financiar formação, assessores e ajuda não letal em matéria de segurança.

Não se encontra o rasto ao “homem do chapéu”. E o primeiro ministro belga seria alvo de atentado?

Depois de a polícia belga ter libertado Fayçal Cheffou por falta de provas que o ligassem aos ataques de Bruxelas ainda não houve novos desenvolvimentos no processo de localização do “homem do chapéu” que continua a monte.

A imprensa associou Cheffou ao homem que surge nas imagens de vidiovigilância do aeroporto de Zaventem ao lado dos bombistas suicidas, mas as buscas levadas a cabo à sua casa não encontrar quaisquer armas ou material explosivo.

A par destes desenvolvimentos ficou ainda a saber-se que Charles Michel estaria no radar dos terroristas. De acordo com a imprensa belga foram encontradas fotografias do gabinete do primeiro ministro da Bélgica no apartamento dos bombistas suicidas que se fizeram explodir no aeroporto e no metro belgas o que faz as autoridades acreditarem que estes homens tinham intenção de atacar edifícios governamentais.

Homem desvia avião no Egipto. Mas não é terrorista, é “idiota”.

Um avião da EgyptAir foi desviado na passada terça-feira, dia 29. O Airbus A320 com 55 passageiros a bordo deveria fazer a ligação entre as cidades egípcias de Alexandria e Cairo, mas um homem obrigou o piloto a desviar a rota para a ilha de Chipre, com a ameaça de se fazer explodir.

Prontamente foi desviada a possibilidade de atentado terrorista quando fonte governamental do Egipto afirmou a The Guardian que “ele não é um terrorista, é um idiota. Os terroristas são doidos mas não são estúpidos. Este homem, é.”.

Não são claros os objetivos destes egípcio, mas sabe-se que estava num processo litigioso com a esposa e teria como objetivo ir ter com ela. Ficam por esclarecer os contornos que permitiram a este homem controlar um avião.

CIA terá fotografado prisioneiros nus antes de os enviar para a tortura

O jornal britânico The Guardian revelou que a agência de espionagem do governo norte-americano, terá fotografado alguns dos seus detidos completamente nus antes de os enviar para serem torturados noutros países. Esta prática foi levada a cabo no pós-11 de setembro, com as detenções de combate ao terrorismo.

Embora organizações de direitos humanos já tenham vindo declarar que podem estar em causa “atos de humilhação sexual”, fonte governamental explicou que as fotografias serviam para ilibar a CIA de posteriores mazelas físicas causadas aos suspeitos pelas autoridades dos países para onde eram enviados.

Imperdível

Le Monde, numa grande reportagem multimédia, conta como crianças chinesas são deixadas à sua sorte, em áreas rurais remotas, enquanto os seus pais vão trabalhar para as grandes cidades.

O filósofo e ensaísta Fernando Savater escreve sobre as novas “torres gémeas” que os terroristas querem destruir. Num artigo escrito no El País compara o World Trade Center de Nova Iorque aos dois pilares da democracia que parecem antagónicos: a segurança e a liberdade.

  The Guardian mostra o mapa do mundo das exportações. Se há produtos e países facilmente associáveis, como os carros que vêm do Canadá, o petróleo que vem da Rússia ou os computadores que vêm da Irlanda; também há produtos menos óbvios. Sabia que a Índia é um dos maiores exportadores de pedras preciosas? Ou o Afeganistão se destaca pela exportação de Ópio?

Comboios com carruagens apenas para mulheres. Esta parece ser uma das medidas que a empresa ferroviária alemã Mitteldeutsche Regiobahn encontrou para criar um ambiente mais seguro depois dos ataques sexuais de Colónia, conta The Independent.

Artigo da BBC descarta a religião do processo de radicalização dos terroristas islâmicos e aponta o dedo aos processos de integração social que nem sempre correm da melhor forma.

ROSTO

JOse eduardo dos santos
José Eduardo dos Santos voltou a colocar o seu regime nas parangonas de todo o mundo. A condenação dos ativistas angolanos deixou claro que o rumo que o líder do MPLA quer seguir não é o da democracia. Ainda a semana não tinha acabado e Angola voltava aos destaques pelos piores motivos: estão a morrer centenas (se não mesmo milhares!) de pessoas, vítimas de cólera, febre amarela e malária. Os hospitais e morgues estão entupidos e não há medicamentos para todos.

FRASES

“A fila cada vez mais numerosa de migrantes e refugiados que fogem da guerra, da fome, da pobreza e da injustiça não deve ser esquecida. Esses irmãos e irmãs deparam-se muitas vezes com o caminho da morte e com o da recusa por parte daqueles que lhes poderiam oferecer abrigo e ajuda”

Papa Francisco na mensagem Urbi et Orbi de Páscoa, na Praça de S. Marcos, no Vaticano.

“O Governo acedeu com sucesso à base de dados do iPhone de Farook e, por essa razão, já não precisa da assistência da Apple”

Anúncio de fonte do processo judicial que opunha a administração norte-americana à gigante tecnológica Apple, deixando claro que já não será necessário o apoio da empresa de Tim Cook para aceder ao telemóvel do suspeito pelos atentados de San Bernardino.

NÚMERO

42,5%

De acordo com a Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) este terá sido o aumento do número de refugiados que chegam à Europa através da Líbia. Os números são do início de 2016 e são comparados com o período homólogo de 2015. A motivação deste aumento estará relacionada com o encerramento das fronteiras em países como a Eslovénia que visa o fim da rota dos Balcãs.

Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção ao autor: diogopereira@w360.pt
Artigos Sugeridos

Sou licenciado em Jornalismo e estou a fazer o mestrado em Relações Internacionais. Quero aprender como gira o globo. Como se fazem e desfazem alianças. Como é que os líderes aprendem com a história. diogopereira@w360.pt