NotíciasEstes são os 10 países mais pacíficos para quem for viajar sozinho em 2019
Viajante solitário de mochila às costas a pedir boleia numa estrada deserta foto de pixabay

Estes são os 10 países mais pacíficos para quem for viajar sozinho em 2019

PUB

Viajar sozinho é cada vez mais uma realidade, combatidos que estão dezenas de perconceitos e medos. Ao longo dos tempos têm sido cada vez mais os viajantes a partilharem histórias de viagens em que eles próprios são a sua única companhia.

Para o ano de 2019 foi realizado um novo relatório pelo site de viagens Wegoplaces.me que teve em conta fatores como o sentimento de segurança da população no país em que vive.

Na base destes dados estão as conclusões do “Gallup Global Law and Order Report” e do “Global Peace Index 2018”. Para o primeiro, foram ouvidos residentes de 142 países sobre como se sentem quando caminham sozinhos à noite, qual a sua confiança na polícia local ou se foram assaltados ou agredidos recentemente. No “Global Peace Index 2018” foram listados os países mais seguros do mundo.

Embora Portugal seja um dos países onde não há grandes problemas de violência ou criminalidade grave, o país não surge na lista dos mais seguros para viajantes solitários. O top 10 é encabeçado por Singapura que “com altos níveis de sentimento de segurança dos moradores, a cidade do sul da Malásia é ideal para aventuras individuais”, lê-se no relatório.

Os dez países mais pacíficos do mundo para viajantes solitários, de acordo com o site Wegoplaces.me
1
Singapura
2 Noruega
3 Islândia
4 Finlândia
5 Uzebquistão
6 Hong Kong
7 Suíça
8 Canadá
9 Indonésia
10 Dinamarca

PUB
Hotel Marina Bay visto à noite a partir da marina de Singapura Foto de Pixabay
Singapura é o país mais pacífico do mundo para viajantes solitários. Foto de Pixabay

São os países “economicamente desenvolvidos” onde a segurança urbana é maior e, por isso, tornam-se ideais para viajantes que gostam de se aventurar sem companhia. Na resposta à pergunta sobre a segurança noturna, os habitantes de Singapura foram peremptórios. 94% afirmaram sentir-se seguros. “Em muitos países da Europa Ocidental esta taxa fixa-se em 80%, também ela muito elevada”, acrescenta o estudo.

Artigos Sugeridos

Sou licenciado em Jornalismo e estou a fazer o mestrado em Relações Internacionais. Quero aprender como gira o globo. Como se fazem e desfazem alianças. Como é que os líderes aprendem com a história. diogopereira@w360.pt