Acesso ao Machu Picchu tem novas regras

Para combater os danos causados pelo excesso de turismo, o Machu Picchu acaba de alterar as regras de acesso àquelas ruínas Incas.

Cabra fotografada com o Machu Picchu, no Perú, em fundo. Foto de Pixabay
PUB

O acesso a um dos lugares mais visitados, classificado como uma das sete maravilhas do mundo, acaba de sofrer alterações. A partir de agora os turistas que queiram conhecer Machu Picchu terão que marcar previamente a sua visita e só vão poder ficar quatro horas no recinto.

Antes de se dirigirem para as ruínas Incas os visitantes vão ter que reservar uma hora de entrada no site oficial do monumento. A escolha poderá ser feita entre as seis da manhã e as duas da tarde, tendo apenas uma tolerância de uma hora, ou seja, se a reserva fôr feita para as dez da manhã, o portador do bilhete só pode entrar no recinto até às onze da manhã. Se chegar à entrada depois dessa hora, perde o direito a entrar e o valor do bilhete não será reembolsado.

De acordo com a administração do local só serão autorizadas 600 entradas por hora, para que no interior da atração nunca estejam mais de 2400 turistas.

A medida surge no seguimento da sobrelotação do local e tem como objetivo reduzir o número de pessoas nas imediações do parque arqueológico que, acredita-se, tem contribuído para a degradação daquele património classificado pela UNESCO.

Os bilhetes para o Machu Picchu podem ser comprados em diferentes modalidades no site oficial, clicando aqui!

PUB