Startup vende convites para casamentos indianos a turistas

Participar em um dos muitos casamentos indianos que se realizam todos os anos está mais fácil desde que uma stratup começou a vender convites a turistas.

PUB

“A casamentos e batizados só vão os convidados”. Este é um ditado antigo em Portugal, mas parece que não se aplica à Índia.

Uma startup está a desenvolver um conceito inovador que consiste em vender a turistas lugares em casamentos tradicionais indianos, dando-lhes acesso a um dos eventos que melhor descreve a cultura daquele país.

Carly Stevens e Tim Gower são bloggers australianos e participaram num casamento indiano, pagando cerca de €200 cada um. O casamento de Surabhi Chauhan, uma gestora de fundos, tinha 400 convidados e os dois bloggers eram as únicas pessoas que os noivos não conheciam.

Os “infiltrados” consideraram esta uma ótima oportunidade  para “conhecer  pessoas de outros países. Ficámos muito entusiasmados com a oportunidade”, disseram à CNBC.

startup Join My Wedding permite aos noivos increverem-se num site onde descrevem o seu casamento e disponibilizam bilhetes para que qualquer pessoa possa assistir à totalidade ou partes da cerimónia, sendo o valor cobrado distribuido pelos noivos e a plataforma.

Orsi Parkanyi é co-fundadora da empresa e disse que se focou nos casamentos indianos porque são famosos em todo o mundo, acrescentando que “não há nada mais cultural do que um casamento, porque lá estão presentes todo o tipo de elementos culturais: as pessoas locais, a comida, a roupa, a música…”.

PUB

Anualmente há milhares de indianos a casarem-se, estimando-se que a indústria dos casamentos associada ao turismo cresça 20% ao ano. Só através da Join My Wedding já houve mais de 100 turistas a assistir a casamentos indianos.