Easyjet condenada a pagar multa de 125 mil euros por recusar indemnização de 250 euros a passageira

A companhia de baixo custo Easyjet acaba de ser condenada em Portugal ao pagamento de uma multa de 125 mil euros por recusar pagar uma indemnização de €250.

Avião cor de laranja da Easyjet a levantar voo. Foto de Pixabay
PUB

A companhia de baixo custo Easyjet acaba de ser condenada pelo Tribunal da Relação de Lisboa ao pagamento de uma multa de 125 mil euros por se ter recusado a pagar uma indemnização de 250 euros a uma passageira.

De acordo com o jornal Público, na origem de tudo está um cancelamento que a companhia teve que fazer, invocando condições climatérias adversas, uma justificação que o Tribunal considera ser errada.

O voo em causa dizia respeito a uma ligação entre Lisboa e Madrid que, de acordo com os magistrados, acabou por não ser realizado por questões operacionais. A aeronave que a companhia tinha destinada para este voo não estava disponível porque, o voo realizado anteriormente não tinha chegado a Lisboa.

A ligação de Nantes à capital portuguesa acabou por ter que divergir, essa sim, por questões metereológicas, o que deixou a companhia britânica sem capacidade operacional para fazer a ligação à capital espanhola.

A Easyjet recorreu desta decisão por considerar que o valor da multa é desproporcional, um argumento que não foi tido em conta pelo Tribunal que já considerou a multa ajustada à dimensão da companhia.

PUB