Empresa portuguesa procura pessoas para volta ao mundo com tudo pago

Uma empresa portuguesa abriu um concurso para oferecer uma volta ao mundo a sete pessoas com tudo pago e um salário de 1320 euros.

viajantes de mochila às costas a percorrer uma estrada a pé. Foto de Pixabay
PUB

A Your Best Life, uma empresa portuguesa recém fundada, está à procura de sete pessoas que queiram dar uma volta ao mundo com tudo pago e um salário mensal de €1320. O objetivo é “multiplicar as aprendizagens e proporcionar a cada vez mais pessoas e jovens a oportunidade de viajar e expandir o seu universo de competências” e as inscrições estão abertas.

Durante seis meses os escolhidos vão viajar por 10 países espalhados por quatro continentes com o objetivo de dar início a um “movimento de humanizers – pessoas que querem tornar o mundo melhor, contribuindo ativamente com pequenas ou grandes ações a nível regional ou internacional, de uma forma não-invasiva, tolerante e integrada com as comunidades locais”, lê-se no comunicado enviado ao W360.PT pela organização.

Para participarem e habilitarem-se a fazer parte da equipa de aventureiros, podem ter diferentes características como ser “viajante, novo-viajante, aventureiro, comunicador, contador de histórias, escritor de histórias ou apoiante de causas sociais”. Podem ser de qualquer nacionalidade e a idade tem que ser compreendida entre os 18 e os 35 anos.

Países visitados durante a volta ao mundo da Your Best Life
Costa Rica
Peru
África do Sul
Ilha Reunião
Butão
Myanmar
Indonésia
Irlanda
Portugal

A inscrição que pode ser feita no site tem o custo de 17 euros porque, esclarece a organização “colocar um valor na inscrição potencia a criação de uma comunidade de pessoas genuinamente interessadas em fazer parte da mesma e em linha com os fundamentos que guiam a Your Best Life”.

PUB

A aventura que vai passar por Costa Rica, Peru, África do Sul, Ilha Reunião, Butão, Myanmar, Indonésia, Irlanda e Portugal tem início em fevereiro de 2020 e prolonga-se até julho. As inscrições estão a decorrer no site da iniciativa.