Esta companhia aérea tem camas na classe económica

Vai ser possível transformar três assentos da classe económica numa cama a partir de maio na companhia britânica Thomas Cook Airlines.

PUB

A indústria aeronáutica está em constante mutação e as tendências são mais que muitas. No caso particular dos assentos, há para todos os gostos. Desde as luxuosas cabines com cama de casal presentes em algumas companhias reputadas, até aos protótipos de assentos em que os passageiros viajam de pé, tudo parece possível para cativar mais clientes, dos mais ricos aos menos endinheirados.

Já há, inclusivamente, um projeto para que o porão de alguns aviões se transforme numa espécie de sarcófago, acolhendo beliches que podem ser usados para dormir durante um voo de longa distância, mas a novidade agora é outra.

A Thomas Cook Airlines, uma companhia aérea britânica, acaba de dar a possibilidade aos passageiros que viajam em classe económica de poderem comprar três lugares para que durante o voo o possam transformar numa cama.

Depois de o avião levantar voo, o passageiro que tem que começar a viagem sentado e com o cinto apertado, só tem que pedir à tripulação que aplique um colchão por cima dos três assentos. Ser-lhe-á dado ainda um lençol, um cobertor, uma almofada e um kit semelhante ao da classe executiva com alguns itens de higiene pessoal.

Assentos da classe económica de um avião da Thomas Cook Airlines transformados em cama, com lençol, almofada e kit de produtos de higiene
A Thomas Cook Airlines disponibiliza a possibilidade de os passageiros transformarem três assentos da classe económica numa cama. Foto de Thomas Cook Airlines

“Estamos constantemente à procura de dar novas opções aos nossos passageiros e esta nova cama da classe económica é a primeira do Reino Unido e por isso estamos muito orgulhosos. É uma forma excelente de ter algum conforto extra em viagens em económica”, disse Henry Sunley, diretor comercial da Thomas Cook Airlines à Lonely Planet.

PUB

A nova opção da companhia britânica estará disponível a partir de 13 de maio nos voos de longo curso para Orlando, São Francisco, Nova York e Cancun e podem ser reservados online mediante o pagamento de uma taxa extra de 230 euros.

Também a Air New Zealand dispõe de um serviço semelhante, permitindo que familiares ou amigos comprem lugares seguidos no avião e depois da descolagem os possam transformar num confortável sofá.