NotíciasEstas são as cidades mais caras do mundo para se viver
Elétrico 28 a circular pelas ruas de Lisboa

Estas são as cidades mais caras do mundo para se viver

PUB

Hong Kong é a cidade mais cara para se viver em todo o mundo. A cidade asiática ultrapassou Luanda que no ano passado ocupava a primeira posição do ranking da Mercer e que este ano desceu para a sexta posição.

A capital portuguesa ocupa a posição número 93 nesta lista e, de acordo com o site da entidade responsável pelo estudo, Lisboa “conhece a maior subida de sempre, desde o início da realização do Estudo Global da Mercer”. No ano passado a cidade do Tejo ocupava a posição 137.

O estudo que inclui 209 cidades dos cinco continentes “determina o custo comparativo de mais de 200 itens em cada local, incluindo alojamento, transporte, comida, roupa, bens domésticos e entretenimento”. E é com base nestas comparações que se chega à conclusão que Lisboa tem a gasolina das mais caras “face às cidades posicionadas no topo deste ranking”.

“O preço de arrendamento em zonas nobres de Lisboa de um T3 ronda os 2.650€, e em Hong Kong os 10.800€”, lê-se no estudo divulgado nesta terça feira.

As cidades Europeias mais caras para se viver são Zurique (3ª no ranking global), Berna (10ª) e Genebra (11ª).

PUB

Foto de Pixabay

Artigos Sugeridos

Sou licenciado em Jornalismo e estou a fazer o mestrado em Relações Internacionais. Quero aprender como gira o globo. Como se fazem e desfazem alianças. Como é que os líderes aprendem com a história. diogopereira@w360.pt