Este Avião está no Aeroporto de Madrid e ninguém sabe de quem é

Um avião Mc Donnell Douglas está estacionado há vários meses no Aeroporto de Madrid sem que as autoridades espanholas consigam identificar os proprietários.

avião Mc Donnell Douglas MD87 abandonado no aeroporto de Madrid sem que se conheçam os proprietários
PUB

O Aeroporto de Madrid está há vários meses à procura do proprietário de um avião que ali está estacionado “em evidente estado de abandono”. A aeronave, um Mc Donnell Douglas MD87 de matrícula EC KRV, já foi da companhia de bandeira espanhola Iberia, mas ninguém consegue identificar o proprietário atual.

De acordo com a agência de notícias espanhola Efe, citada pelo El Mundo, não há mais aeronaves nestas circunstâncias no principal aeroporto de Espanha e as autoridades vão proceder agora ao contacto com o último proprietário conhecido do aparelho, para tentarem chegar ao dono atual do avião. Se os esforços não derem resultado, o Mc Donnell Douglas será leiloado e os fundos daí resultantes reverterão para o estado espanhol e para liquidar os pagamentos em atraso do estacionamento da aeronave no aeroporto.

A história deste avião começou em 1990 quando entrou no serviço comercial de passageiros na frota da espanhola Ibéria. 18 anos mais tarde foi vendido a uma companhia com sede em Albacete que o teve durante apenas um ano, acabando por o vender a uma empresa de Las Palmas.

Esta terá sido a última proprietária conhecida do aparelho, mas hoje é uma empresa falida, por isso não se conhecem os atuais proprietários da aeronave.

Portugal também tem uma história de abandono de avião para contar. Em 1991 o avião do presidente da República Democrática do Congo, Mobutu Sese Seko, aterrou em Lisboa para fazer manutenção nas oficinas da TAP e não mais voltou a voar. O aparelho acabaria por ficar estacionado na Portela durante mais de 15 anos, acabando por ser penhorado em favor da ANA Aeroportos pelas dívidas de estacionamento que acumulou ao longo dos anos. Sabe-se que a aeronave foi desmantelada e o cockpit está em exposição no Museu do Ar de Sintra.

PUB

Em 2015 três Boeing 747 também ficaram ao abandono no Aeroporto malaio de Kuala Lumpur, sendo que um deles estava mesmo sem motores. Depois de um ano ali estacionados, a administração do aeroporto chegou mesmo a colocar vários anúncios em jornais na tentativa de identificar o proprietário das aeronaves.

De acordo com a BBC uma empresa da Malásia chamada Swift Air acabaria por reclamar a posse dos aparelhos, justificando a sua paragem com uma disputa judicial que ainda não terá sido resolvida.