NotíciasHospedeiras da Qatar Airways vão andar tapadas dos pés à cabeça
Tripulante da Qatar Airways veste uniforme que tapa completamente o corpo

Hospedeiras da Qatar Airways vão andar tapadas dos pés à cabeça

PUB

Ao longo das últimas semanas, os poucos voos da Qatar Airways que levantaram voo já obrigaram os tripulantes de cabine a usar luvas e máscaras para evitarem a propagação do coronavírus.

Com o aumento do tráfego e mais passageiros a circular, a companhia fez saber através de um comunicado que todos os tripulantes de cabine vão reforçar a utilização de materiais de proteção individual, juntando às luvas e às máscaras fatos completos que cobrem todo o corpo, incluindo a cabeça. Haverá ainda óculos.

Para além deste reforço, todos os profissionais da companhia receberam ainda treinos específicos para lidar com a pandemia e com os riscos mais evidentes de propagação.

Antes do embarque, todos serão alvo de medições de temperatura.

Em caso de confirmação de um caso positivo, quer seja num passageiro ou num dos funcionários da companhia, todos os elementos da equipa serão postos em isolamento.

PUB

“Como companhia aérea, mantemos os mais altos padrões de higiene possíveis para garantir que possamos levar as pessoas para casa com segurança durante este período e garantimos ainda que a segurança é a nossa prioridade número um”, disse Akbar Al Baker, presidente-executivo do Qatar Airways Group no mesmo comunicado.

“Como ainda estamos a voar na maior rede internacional do mundo, operando vôos para mais de 30 destinos em todo o mundo, e com o objetivo de aumentar a nossa rede nos próximos meses, estamos convictos de que estas medidas de segurança a bordo nos vão ajudar a alcançar os nossos objetivos”, acrescentou ainda o responsável.

Ainda no lote de medidas aplicadas para travar o surto, a companhia disponibilizou placas “não perturbar” que os passageiros da classe executiva podem usar para não serem abordados pelas hospedeiras nas cabines individuais.

Também haverá gel desinfetante para ser utilizado por tripulantes e passageiros.

A AirAsia e a Phillipine Airlines são outras das companhias que também já anunciaram um reforço das medidas de segurança, nomeadamente a utilização de fatos completos para tripulantes de cabine.

Artigos Sugeridos