Ibiza e Maiorca proibem turismo de bebedeiras

O governo das Baleares, em Espanha, acaba de aprovar uma nova lei que vai impôr multas pesadas no âmbito do turismo de bebedeiras.

Brinde com bebidas alcóolicas durante uma festa. Foto de Pixabay
PUB

O governo das baleares, em Espanha, aprovou na passada sexta-feira uma lei que proíbe o chamado turismo de bebedeiras. As novas medidas proíbem “excursões etílicas”, happy hours, bares abertos, pub crawls, bem como a publicidade e promoções ao consumo de álcool em estabelecimentos turísticos e a venda de bebidas alcoólicas em lojas entre as 21h30 e as 08h.

De acordo com o que avança o jornal espanhol El País as novas regras vão ser aplicadas em algumas das zonas mais procuradas das baleares, nomeadamente Magaluf, El Arenal e West End de Sant Antoni.

Passa ainda a haver aplicação de multas a todos os empresários, comerciantes e turistas que não cumpram as regras. Os valores começam nos mil euros e podem ir até aos 600 mil.

“Um turismo pouco cívico faz mal e prejudica todas as pessoas”, é assim que o governo das baleares justifica a tomada de posição. Num vídeo partilhado no Twitter, as autoridades locais referem ainda que esta é uma forma de responder ao elevado número de queixas que as pessoas que vivem nas Baleares têm apresentado e que estão relacionadas com os excessos cometidos por turistas que se excedem no consumo de álcool.

De acordo com o El País, esta será a primeira vez na Europa que um governo restringe a promoção a bebidas alcóolicas em zonas especificamente ligadas ao turismo.

O pacote de medidas agora apresentada incluiu ainda multas para quem praticar balconing, uma prática que consiste em trocar de quarto de hotel através da varanda, ou saltar para a piscina do hotel a partir da varanda do quarto. Os hotéis que detetarem hóspedes a incorrer nesta prática terão que obrigatoriamente os expulsar e comunicar o sucedido às autoridades.