Ilha indonésia vai ser fechada aos turistas durante um ano

Com o objetivo de proteger o contrabando de Dragões de Komodo, a Indonésia prevê fechar uma das suas ilhas durante um ano.

Surfista a sair do mar com a prancha de surf debaixo do braço em Bali
PUB

A ilha indonésia de Komodo vai deixar de permitir a entrada de turistas a partir de janeiro do próximo ano. De acordo com o site do jornal Jarcarta Post, a decisão prevê o encerramento da ilha durante um ano e surge no seguimento da tentativa de contrabandos dos famosos Dragões de Komodo que ali habitam.

“A reunião que tivémos com as diferentes autoridades locais concluiu que a Ilha de Komodo será fechada em janeiro de 2020”, disse East Nusa Tenggara, responsável pelo turismo na ilha, citado pela mesma fonte.

De acordo com a polícia de Java Oriental, foi recentemente desmantelada uma organização criminosa que tentou contrabandear 41 dragões de Komodo que podem ser vendidos no estrangeiro por mais de 45 mil euros cada um.

Dragão de Komodo
Os Dragões de Komodo estão em risco sério de extinção. Foto de Pixabay

O encerramento agora anunciado diz apenas respeito à ilha de Komodo e não à integralidade do Parque Natural de Komodo que se estende por várias ilhas.

O Dragão de Komodo está em sérios risco de extinção, existindo apenas cerca de 6000 exemplares, dos quais pouco mais de 300 são fêmeas reprodutoras, o que pode pôr em causa a continuidade da espécie.

PUB