NotíciasMadeira. Investigada fraude com frutas adulteradas e com preços caros demais no Mercado dos Lavradores
Frutas à venda no Mercado dos Lavradores, na Madeira

Madeira. Investigada fraude com frutas adulteradas e com preços caros demais no Mercado dos Lavradores

PUB

Um documentário de uma televisão alemã veio denunciar uma alegada fraude com as frutas que são vendidas em algumas bancas do Mercado dos Lavrados, no Funchal.

De acordo com o município madeirense, as queixas são frequentes e a exposição deste trabalho acaba por ser a cereja no topo do bolo que vai obrigar as autoridades a investigar: “Uma vez que as situações reportadas têm sido, infelizmente, recorrentes, a CMF vai então desencadear um processo de averiguação interno para apurar estes casos até às últimas consequências, o que poderá resultar em coima ou na perda do direito de concessão dos espaços presentemente atribuídos”, adianta a Divisão de Mercados ao Jornal Público.

Em causa está a adulteração do sabor das frutas, sendo colocado açúcar para que pareçam mais doces no momento da prova. No Mercado dos Lavradores é habitual os vendedores convidarem os turistas a provar as frutas tropicais que ali se vendem, sendo que a alegada adulteração ocorre neste momento.

A partir de Portugal fomos até à Madeira:

Os preços de venda destes produtos também estão na mira das autoridades, sendo cobrados valores na ordem dos €90 por produtos que não deve ir além dos €10.

A reportagem que colocou este assunto em cima da mesa foi feita pelo jornalista Peter Giesel e está incluída na série Achtung Abzocke que em português significa “Cuidado com as Fraudes”. Nos vários episódios este jornalista visita os lugares preferidos dos alemães para passar férias e desmonta este tipo de esquemas.

PUB

Para identificar as irregularidades com a fruta, foi feita uma visita ao mercado madeirense, onde é possível ver os vendedores a cativar os turistas para provarem as frutas. No caso retratado são cobrados mais de €80 por um pequeno saco de fruta. Numa rua próxima do mercado, dois sacos cheios do mesmo tipo de fruta ficam por €10.

Já com a certeza de que tinha sido enganado no preço, este jornalista chega ao hotel onde há fruta semelhante mas não é tão doce, percebendo que no momento da prova, tinha sido adicionado açúcar.

Pode ver aqui o documentário alemão

Artigos Sugeridos