Mais uma taxa em Veneza. Agora paga-se para entrar na cidade

Com cada vez mais problemas associados ao excesso de turismo, Veneza acaba de aplicar uma nova taxa turística para quem entra na cidade.

Ponte Rialto em Veneza, Itália
PUB

25 milhões de turistas por ano depois Veneza começa a aplicar uma nova taxa na expectativa de reduzir os problemas causados pelo excesso de turistas. Três euros. Este é o valor que todos os turistas vão ter que pagar a partir de agora para entrarem na cidade.

A medida anunciada no início da semana passada tem como alvo os milhares de pessoas que todos os dias entram na cidade dos canais e que quase não gastam dinheiro em restaurantes ou hotéis, porque fazem piqueniques e dormem dentro de navios cruzeiro ou passam apenas um dia dentro da cidade.

Canal de Veneza, em Itália, fotografado no final do dia
Veneza é uma das cidades mais visitadas do mundo e está com sérios problemas de sustentabilidade. Foto de Pedro Szekely

De acordo com as autoridades locais estes turistas de curta duração acabam por ficar isentos da taxa turística aplicada às dormidas em hotéis e alojamentos locais e pouco ou nada contribuem para a economia da cidade muito assente na restauração e hotelaria.

“Veneza precisa de ser respeitada e como os museus , os estádios de futebol, os cinemas, os comboios ou os aviões, todos precisam acessos planeados, como é o caso da cidade para que seja sustentável para turistas como para residentes”, disse Luca Zaia, presidente da Câmara Municipal de Veneza à Agência Reuters, citado pela Travel and Leisure.