NotíciasPior acidente da história da aviação podia ter acontecido no mês passado
Avião da Air Canada a descolar do aeroporto

Pior acidente da história da aviação podia ter acontecido no mês passado

PUB

A National Transportation Safety Board (NTSB), o organismo que regula os transportes nos Estados Unidos da América, divulgou imagens e informações sobre um possível acidente que, a acontecer, teria provocado milhares de mortos. A ocorrência foi registada no passado dia sete de julho de 2017, no aeroporto internacional de São Francisco, e envolveu quatro aviões de passageiros que aguardavam permissão para descolar. Estes quatro aviões estavam alinhados na pista onde, erradamente, um outro avião comercial se preparava para aterrar.

O avião que se preparava para aterrar numa pista onde outros quatro se encontravam à espera para descolar era um Airbus A320 da Air Canadá e, de acordo com dados oficiais, evitou a colisão por apenas 59 pés (18 metros).

O Airbus da Air Canadá preparava-se para aterrar na pista errada depois de uma falha de comunicação com a torre de controlo. Os controladores deram permissão de aterragem ao Air Canadá, mas na pista principal do aeroporto e não nesta onde se encontravam quatro aeronaves à espera de instruções para descolar. A razão pela qual o aparelho canadiano errou a pista ainda não é conhecida.

A colisão foi evitada porque os pilotos de um avião da United Airlines, um dos que aguardava permissão para descolar, alertaram a torre de controlo para a perigosa trajetória do Air Canadá. Também os pilotos de um avião das Philippine Airlines, que também aguardavam permissão de descolagem, ligaram as luzes de aterragem dando ideia aos pilotos de que algo não estava bem.

Sabe-se ainda que os pilotos da Air Canada questionaram uma segunda vez, já próximos do solo, a torre de controlo sobre se deviam mesmo prosseguir com a aterragem. Os controladores responderam afirmativamente julgando que o aparelho se encaminhava para a pista principal do aeroporto.

PUB

A NTSB divulgou ainda imagens que mostram que o acidente foi evitado por muito pouco. 18 metros foi a distância a que este Airbus esteve de provocar aquele que provavelmente se transformaria no pior acidente da história da aviação.

National Transportation Safety Board

Ainda não são conhecidas as causas deste incidente, mas à vários procedimentos que não funcionaram. O The Guardian avança que o sistema de colisão eminente do aeroporto de São Francisco não funcionou; Os investigadores não conseguiram ter acesso à conversa dos pilotos no cockpit porque o aparelho fez uma viagem no dia seguinte e as gravações dessa manhã foram sobrepostas às do dia anterior.

A Air Canada não quis comentar o caso.

Artigos Sugeridos

Sou licenciado em Jornalismo e estou a fazer o mestrado em Relações Internacionais. Quero aprender como gira o globo. Como se fazem e desfazem alianças. Como é que os líderes aprendem com a história. diogopereira@w360.pt