Vai ser preciso pagar para entrar em Veneza. Medida deve entrar em vigor em 2022

Até ao verão de 2022 deve ser instalado um sistema de torniquetes para controlar quem entra em Veneza. Preços podem chegar aos dez euros

Ponte di Rialto de Veneza
PUB

É uma medida sobre a qual se fala há largos anos, mas agora a decisão parece estar fechada. De acordo com a imprensa italiana, entrar em Veneza vai ter um custo e vai ser ainda preciso fazer uma reserva antes de chegar.

O valor a ser cobrado aos turistas que queiram visitar a cidade dos canais ainda não está fechado, mas deve variar entre os três e os dez euros, consoante o dia escolhido, bem como a fluência prevista.

10 lugares imperdíveis em Veneza:

A medida vai começar a ser testada já em setembro na ilha de Tronchetto, onde está localizado o comando da polícia local, bem como todo o sistema de controlo digital. A medida deve ser alargada a todo o território no verão de 2022.

O sistema de acesso a Veneza estará concentrado numa aplicação Web que vai gerar um código QR que à chegada à cidade deve ser lido por um scanner, desbloqueando o sistema de torniquetes.

O controlo será ainda apoiado por mais de 500 câmaras que farão a vigilância da cidade.

PUB

Os habitantes da cidade, bem como familiares diretos até ao terceiro grau devem ficar isentos do pagamento.

Autor

Artigos Sugeridos