ViagensDicas de Comida10 restaurantes bons e baratos para comer em Lisboa
Restaurantes bons e baratos lisboa capa

10 restaurantes bons e baratos para comer em Lisboa

PUB

Casa do Alentejo

Rua das Portas de Santo Antão 58
a partir de €11,5
todos os dias: 10h às 22h

Na baixa de Lisboa, quase despercebida na ruas das Portas de Santo Antão, está a Casa do Alentejo. Este é um espaço que em 1912 foi pensado para reunir os habitantes alentejanos que viviam em Lisboa, mas hoje é mais do que um espaço de convívio e lazer, é um dos restaurantes mais carismáticos da cidade com grande destaque para a beleza arquitectónica.

A carta do restaurante traz até a mesa os sabores do Alentejo como as famosas Migas, a Carne de Porco à Alentejana, Lagartos de Porto Preto, bem como uma carta dos bons vinhos da região.

El Pibe

Travessa Santa Marta 4
a partir de €5
todos os dias: 12h às 22h30

Num espaço descontraído e com várias imagens do emblemático jogador de futebol El Pibe, a Empanaderia El Pibe é um conceito de comida Sul-Americana, onde são servidas empanadas com os mais diversos sabores.

PUB

A carta está feita de modo a escolher mais do que uma empanada para partilhar e provar os vários sabores. Se ainda tiver espaço no estômago, tem uma variedade de receitas como ceviche, chifles ou o delicioso Lomito.

Cotorinho

Falcão Rodrigues 18, Belas
menu a partir de €15
terça a domingo: 12h às 22h30

Fica na freguesia sintrense de Belas um dos melhores sítios para sentir os sabores de Vila Real. Um dos pratos mais escolhidos é a famosa francesinha à Vila Real, feita com muito sabor, bem servidas e acompanhadas com batatas fritas caseiras.

O restaurante tem um ambiente descontraído e conta com uma esplanada preparada para os dias mais agradáveis. A carta de vinhos também é virada a norte e o momento de saída não pode acontecer sem se provar o Bolo de Mel.

Mr Lu

 António Pedro 95
a partir de €6
todos os dias: 11h30 às 15h00 e das 18h30 às 0h

Entrámos no campo asiático, precisamente numa das zonas mais multiculturais de Lisboa, o bairro de Arroios. O Mr. Lu é para muitos um dos melhores restaurantes chineses da capital, mas nem a fama o faz ser um dos mais caros, bem pelo contrário.

Na mesa pode contar com as gambas com couve, as pernas de rãs picantes, o porco à moda de sichuan e o frango de amendoins. Alguns podem até parecer pratos estranhos, mas o sabor domina esta cozinha.

Adega das gravatas

Travessa Pregoeiro 15
menu a partir de €15
todos os dias: 12h às 15h e das 19h às 22h30

Depois da imersão asiática, voltamos à portugalidade gastronómica. O que é que isto significa? Significa polvo à lagareiro, açorda de gambas ou naco na pedra. Para além de saborosos, estes pratos têm ainda outra característica bem portuguesa: são bem servidos, o prato vem a abarrotar.

A decoração é também muito característica. A Adega das Gravatas tem este nome e não é difícil perceber porquê. Espalhadas pelo teto e pelas paredes há mais de 3.100 gravatas, todas elas assentadas num livro de registos.

Água pela Barba

Rua do Almada 29/31
menu a partir de €20
todos os dias: 12h30 às 15h30 e das 19h30 às 0h

Em pleno coração lisboeta, no Bairro da Bica, o restaurante Água pela Barba surge como um espaço muito aconchegante, decorado com pequenos objectos antigos que lhe dão um ar carismático.

Os pratos reúnem uma combinação perfeita de sabores com a aproximação entre peixes e mariscos. Um dos destaques é o Polvo à Água pela Barba, em que o polvo é cozido durante várias horas para atingir a textura ideal. Depois de grelhado é acompanhado com um puré de grão de bico e limão.

Adega do Solar Minhoto

Avenida Rio de Janeiro 29
menu a partir de €15
segunda a sábado: 12h às 0h

O melhor bitoque de Lisboa? É muito provável que esteja na Adega do Solar Minhoto. Esta é apenas uma das especialidades da cozinha desta casa tipicamente portuguesa que conta ainda com o famoso bife da vazia que os portugueses tanto apreciam.

Localizado no bairro de Alvalade é um daqueles sítios tipicamente povoado por trabalhadores das redondezas ao almoço, mas também por muitos residentes ao jantar. A cozinha portuguesa, já se percebeu, é o grande destaque.

Sem Palavras

Mercado de Alvalade
menu a partir de €20
terça a domingo: 12h às 23h30

Sem palavras é o nome deste restaurante e é provavelmente como vai ficar depois de almoçar ou jantar por aqui. Estamos em terreno português e a proximidade ao Mercado de Alvalade fornece-lhe a matéria prima essencial para conseguir servir alguns dos pratos de peixe mais frescos e mais saborosos deste típico bairro lisboeta.

Tasquinha do Lagarto

Rua de Campolide 258
a partir €12,5
segunda a sábado: 12h às 22h30

Tudo o que parece, é? Talvez não, mas aqui sim. Desculpem-me a confusão, mas o que quero dizer é: sim a Tasquinha do Lagarto é um restaurante de lagartos, de sportinguistas. Mas não, não é apenas para quem tem o clube do leão no coração. Seja qual fôr o clube de que é adepto aqui é servido com o calor que é reconhecido na hospitalidade portuguesa. A barriga, essa, conquistas com os pratos da melhor gastronomia nacional.

Galeto

Avenida da República 14
a partir de €15
todos os dias: 7h30 às 3h30

Aberto desde 1966, o Galeto não é apenas um restaurante de Lisboa, é um pedaço de história da cidade, merecendo inclusivamente uma placa de Loja com História, uma distinção atribuída pela Câmara Municipal de Lisboa que tem como objetivo preservar alguns dos espaços que melhor caracterizam a cidade.

A refeição é saborosa, mas o espaço está pensado para se perder pouco tempo a comer. Servido ao balcão até pode despachar o prato rapidamente, mas nada o impede de continuar por longas horas de conversa depois de um dia de trabalho.

Lisboa
capital de Portugal
 Português
506 892 hab. (2014)
 Euro (EUR)
GMT0
Europeias, 2 pinos
+351
 112
Lisboa é das cidades com clima mais temperado em toda a Europa. O sol é praticamente constante sendo que a influência do Atlântico a impede de ser excessivamente quente. Nos meses de maio a setembro, os mais quentes, as temperaturas não vão além dos 35ºC. Nos meses de outubro a abril, os mais frios, os termómetros não costumam descer a baixo dos 8ºC. A ocorrência de chuva não é muito frequente.
Artigos Sugeridos

Mestre em Ciência da Informação, estudei em Coimbra e Madrid. Trabalho atualmente em Lisboa. Tenho o pequeno sonho de conhecer o mundo e contar ao mundo as maravilhas que tem. claudiapaiva@w360.pt