Warning: Use of undefined constant ‘echo_tptn_post_count’ - assumed '‘echo_tptn_post_count’' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/w360pt/public_html/wp-content/themes/milkit/content-single.php on line 13

Viajar pode ser mais sustentável. Seis tópicos onde fazer a diferença

A sustentabilidade tem que fazer parte do mundo das viagens. Há seis tópicos que podem servir para ajudar a ter um mundo melhor

capa seis topicos para viagens mais sustentáveis
PUB

oO mundo das viagens tem estado debaixo dos holofotes porque é um dos mais poluentes. Quer seja por causa dos aviões, dos consumos das massas ou até daquelas miniaturas das casas de banho dos hotéis é preciso mudar hábitos e há várias formas de fazer a diferença. Neste artigo caminhamos por seis setores essenciais para mudar hábitos.

Transporte

Os nossos pés são também o meio de transporte mais sustentável. Tendo em vista esta máxima, quando fôr viajar opte sempre por andar de um lado para o outro a caminhar, dispensando os autocarros, os táxis ou até mesmo os metros e comboios sempre que possível. No caso de distâncias mais longas, o recurso a um meio de transporte é inevitável, por isso escolha os transportes públicos com prioridade para os comboios elétricos.

Entretanto também importa lembrar que no caso das escapadinhas de cidade as bicicletas são sempre uma boa opção. Quase todas têm estes veículos à disposição dos turistas por preços muito modestos e é cada vez mais frequente encontrar ciclovias por toda a cidade.

Alimentação

A alimentação é mais um dos setores em que pode fazer a diferença. Há várias aplicações de telemóvel que pode usar para ajudar a combater o desperdício alimentar e, num país estrangeiro, quem sabe se não é desta forma que vai descobrir uma verdadeira iguaria. Uma das mais conhecidas é a To Good To Go que está disponível em 13 países diferentes (Dinamarca, Noruega, Holanda, Alemanha, Reino Unido, França, Bélgica, Suíça, Espanha, Polónia, Itália, Áustria e Portugal).

Depois de instalada pode ver uma lista de locais onde pode ir recolher comida que não foi vendida durante o período de funcionamento dos estabelecimentos. Pode ter acesso a uma refeição por um preço baixo e ainda está a ajudar o ambiente.

PUB

Se gostar de cozinhar, não se esqueça de colocar na bagagem alguns itens de cozinha básicos como sal, azeite ou pimenta. Desta forma vai evitar comprar estes produtos que geralmente absorvem muitos recursos como plásticos ou vidros e geralmente não são totalmente gastos em poucas refeições.

No que diz respeito aos alimentos, compre sempre em mercados locais, levando sempre um saco reutilizável para reduzir o consumo de plástico.

Já só falta falar da viagem de avião. Recuse sempre as palhinhas e tente evitar ao máximo os itens de plástico. Levar o próprio copo reutilizável para consumir bebidas a bordo (evitando os copos descartáveis) pode ser uma excelente ideia. Sendo um setor muito poluente, é nas mãos dos passageiros que está o poder de ajudar as companhias aéreas a tomar medidas mais amigas do ambiente. Muito recentemente, a portuguesa Hi fly foi a primeira em todo o mundo a realizar um voo 100% livre de plástico descartável.

Alojamento

Na hora de escolher o sítio onde dormir, ter atenção à origem da energia usada pela estrutura pode ser muito importante. Privilegie os que têm fontes renováveis como painéis solares. A existência de produtos ecológicos também deve merecer um aumento de interesse.

E agora, uma pergunta: será que precisamos de trocar as toalhas e lençóis todos os dias no hotel? Na maioria dos hotéis, não deixar as toalhas no chão é sinal suficiente para que as equipas de limpeza não as removam, no que diz respeito aos lençóis basta deixar o sinal “não incomodar” do lado de fora da porta para que ninguém entre no quarto.

O campismo também é uma das práticas mais sustentáveis e se não tiver tendas nem material, alugue ou peça emprestado, de certeza que há por aí um amigo que tem tendas arrumadas há anos, sem lhes dar uso.

Bagagem

Olhar para cada uma das peças que tem dentro da mala é um bom princípio. Será que precisa de todas? Reduza a sua mala ao mínimo indispensável, optando por peças versáteis que combinem todas entre si. O conceito de “armário-cápsula” é um bom princípio. Significa precisamente isso: ter algumas peças que facilmente combinem umas com as outras.

Optar por marcas com roupas com tecnologia non-iron (não precisam de ser engomadas) é também uma boa ideia, se não fôr assim, pode tentar deixar a roupa pendurada junto à banheira num cabide quando fôr tomar banho. O vapor de água ajuda a acabar com os vincos, mesmo antes de tentar usar o ferro de engomar que gasta muita energia.

Também pode levar uma garrafa de água na viagem. É certo que tem que estar vazia para passar sem problemas no controlo de segurança, mas como muitos aeroportos já têm bebedouros, ter uma garrafa à mão pode ser uma grande vantagem para evitar ter que comprar no aeroporto ou a bordo.

Tecnologia

Os telemóveis são grandes inimigos do ambiente, muito pela forma como são construídos e pela energia de que precisam, mas são indispensáveis e podem ser muito úteis para evitar outros desperdícios. É o caso do papel. Não precisa de imprimir o cartão de embarque, a maioria das companhias aéreas (se não mesmo todas!) já têm aplicações que permitem levar o bilhete do avião no ecrã, sem necessidade de procurar uma impressora.

O telemóvel também pode ser um grande aliado para guardar os seus roteiros de viagem. O W360.PT, por exemplo, é desenhado para se adaptar ao tamanho de todos os ecrãs, incluindo os dos telemóveis. Os nossos roteiros não são exceção e podem estar sempre dentro do bolso.

Não compre mapas em papel e recuse os que são oferecidos em algumas cidades. A aplicação Google Maps funciona perfeitamente (até sem acesso à internet) e até lhe fornece os dados úteis como horários e preços em tempo real.

Produtos de higiene

Os produtos de higiene são mais um dos pontos críticos na hora de viajar. As companhias lowcost e as restrições ao transporte de bagagem proliferaram nos últimos anos, mas há formas de contornar isso. O produtos sólidos (como os shampoo) são ótimos para dispensar os plásticos das embalagens e evitar os limites de transporte porque nenhum segurança do aeroporto vai implicar e vai garantir que nunca acaba.

Chegado ao hotel, ponha de parte todas as miniaturas e opte, no caso em que isso é possível, pelos dispensadores.

Num tema mais específico: se já usa o copo menstrual e têm receio que o não consiga limpar em viagem, porque pode não ter um lavatório perto, saiba que existem toalhitas, como a organiwipes ótimas, para limpar;

Artigos Sugeridos