Bilhetes de avião individuais podem ficar mais baratos do que comprar ida e volta em conjunto

Ao contrário do que se pensa, há casos em que comprar bilhetes em separado fica mais barato do que comprar ida e volta em conjunto.

Bilhetes de avião e dinheiro. Foto de Pixabay
PUB

Comprar viagens de avião de ida e volta é geralmente mais cómodo e mais barato do que comprar isoladamente o voo de ida e o voo de regresso para o destino pertendido. Esta é a máxima a que os viajantes estão habituados, mas pode não ser bem assim. De acordo com o site de reservas Kayak, reservar duas viagens isoladas pode representar uma poupança em alguns casos.

Numa pesquisa feita pelo W360.PT no site da TAP, a maior companhia a operar em Portugal, não foi muito difícil encontrar um caso em que comprar dois bilhetes de ida ficava mais barato do que comprar um de ida e volta.

A rota entre o aeroporto de Lisboa e o aeroporto de Orly, em Paris, com data de partida no dia 1 de maio de 2019 e data de regresso no dia 5 de maio fica, de acordo com o site da TAP, a €224,01 se o passageiro comprar diretamente o voo de ida e volta. Se a opção for fazer primeiro uma reserva, apenas de ida, na rota Lisboa – Paris e depois fazer uma reserva em separado na rota Paris – Lisboa o custo total da operação fixa-se em €214,01. Neste caso a poupança é de €10.

Captura de ecrã da área de reserva de voos do site da TAP com apresentação de preços para a rota Lisboa - Paris
Em resultado de uma primeira pesquisa para uma viagem de ida e volta Lisboa – Paris – Lisboa o site da TAP informa que o preço se fixa em €224,01
Captura de ecrã da área de reserva de voos do site da TAP com apresentação de preços para a rota Lisboa - Paris

Captura de ecrã da área de reserva de voos do site da TAP com apresentação de preços para a rota Lisboa - Paris - Lisboa
Quando comprados em reservas diferentes, os mesmos voos ficam mais baratos, resultando numa poupança de €10

“É importante ter em atenção que nem sempre fazer duas reservas separadas significa conseguir poupar dinheiro na viagem”, começou por explicar um porta-voz da Kayak à Lonely Planet, esclarecendo que “na verdade, na maioria dos casos, é mais barato reservar uma viagem de ida e volta”.

O estudo da Kayak serviu de base à introdução no motor de busca de uma nova ferramenta a que a empresa chamou de Flight Hacker Guide. A partir de agora, sempre que um passageiro faz uma pesquisa por uma viagem, é informado sobre se é preferível comprar uma viagem de ida e volta em conjunto ou comprar os bilhetes separados.

PUB
Tabela de horários de aeroporto. Foto de pixabay
Fazer uma reserva para o voo de ida e uma reserva separada para o voo de regresso pode ficar mais barato em alguns casos

Embora esta seja uma ferramenta que pode traduzir-se em poupanças para os passageiros, importa ter em atenção que usar reservas diferentes pode querer dizer que há regras diferentes aplicadas aos passageiros. Na pesquisa do W360.PT analisámos exatamente os mesmos voos da mesma companhia, o que não terá implicações relevantes no cliente, mas uma pesquisa num motor de busca como o Kayak pode sugerir companhias e até aeroportos diferentes para as duas viagens.

Se o voo de ida for numa companhia diferente da do voo de regresso o passageiro terá que ter em atenção a política de bagagem das duas companhias aéreas para que no regresso não seja confrontado com regras mais restritas que podem resultar em aplicação de taxas.

Os aeroportos também são importantes para quem usa esta ferramenta. Na chegada ao destino o passageiro pode aterrar num determinado aeroporto, partindo de um diferente na viagem de regresso, o que pode traduzir-se em despesas acrescidas em transfers que no final de contas não seja compensador financeiramente.