Quanto se paga de taxa turística nos diferentes países europeus?

As taxas turísticas são cobradas em quase todas as cidades europeias que recebem muitos turistas. Estes são os valores que terá que pagar.

Letreiro branco de hotel desgastado a três dimensões
PUB

Sabia que quando vai visitar um país pode estar a ser cobrado um imposto só porque vai lá dormir? A taxa turística é uma cobrança aplicada aos hóspedes em empreendimentos turísticos ou alojamento locais e com o boom do turismo começámos a ouvir falar nelas em Portugal.

A taxa não é fixa sendo diferente de país para país e o valor pode ser cobrado na entrada ou saída da sua estadia. A lista foi elaborada de acordo com os dados disponibilizados pela Associação Europeia de Operadores Turísticos e a Globehunters.

Áustria

Em Viena é cobrada aos turistas um taxa que varia entre os 15 cêntimos e 3,02% do custo do alojamento, por pessoa. As crianças com menos de 15 anos estão isentas.

Bélgica

Aqui as taxas de turismo variam de acordo com a cidade. No caso de Antuérpia, existe uma taxa fixa de 2,39 euros por noite, na estadia em hotéis, e de 53 cêntimos nos parques de campismo. Crianças com menos de 12 anos estão isentas.

Em Bruges a taxa situa-se nos dois euros por pessoa, aplicando-se em hotéis, alojamentos locais e pousadas.

PUB

A cidade de Gante tem um imposto municipal de 2,50 euros, sendo que alguns hotéis incluem o imposto no preço praticado por noite e outros cobram-no à parte.

No centro de Bruxelas a taxa resulta de uma fórmula que se multiplica por três euros pelo preço da acomodação em número de noites.

Bulgária

Na Bulgária é cobrado um imposto municipal aos visitantes que varia de acordo com a área e classificação dos alojamentos. A taxa cobrada por pessoa, por noite, varia entre os 50 cêntimos e os 1,53 euros.

Croácia

Os turistas com mais de 18 anos têm de pagar um imposto de permanência que varia entre os 27 e os 95 cêntimos, de acordo com a categoria do alojamento e a época. Há um desconto de 50% para os jovens com idades compreendidas entre os 12 e os 18 anos, sendo que crianças com menos de 12 anos não pagam.

Mão sobre um puxador de quarto de hotel. Foto de Pixabay
As taxas turísticas servem, geralmente, para fazer investimentos nas cidades onde são aplicadas

França

A cidade Lyon cobra 83 cêntimos por hotéis com três estrelas ou menos e 1,65 euros se fôr de quatro ou de cinco estrelas. Em Nice o imposto é de varia entre 15 cêntimos e 1,07 euros e em Paris vai de 20 cêntimos a 1,5 euros.

Alemanha

Os impostos variam entre os 50 cêntimos e os cinco euros por pessoa, ou 5% do valor pago por noite no local de alojamento, dependendo da localização do estabelecimento.

Em Berlim a taxa cobrada é de 5% sobre o valor pago por noite e o imposto está limitado a 21 dias consecutivos, sendo que aqueles que viajam em trabalho estão isentos. No entanto, em Munique, não é aplicada qualquer taxa turística.

Grécia

A taxa é cobrada no check-in fixa-se no valor de 50 cêntimos por dia, em apartamentos e hotéis de uma e duas estrelas. O valor passa para 1,50 euros em hotéis de três estrelas. Nos de cinco estrelas chega aos quatro euros. 

Hungria

Na Hungria a taxa fixa-se nos 4% sobre o valor do preço do seu alojamento por noite.

Itália

A cobrança do imposto varia de cidade para cidade dependendo da classificação do hotel. Geralmente há isenção para crianças. Em Roma prepare-se para pagar entre três a sete euros por noite, até dez dias de estadia, sendo que crianças com menos de dez anos estão isentas. Em Florença o pagamento varia entre um e cinco euros por noite. Milão aplica taxas entre os dois e os cinco euros por noite, com 50% desconto durante o verão.

Holanda

Aqui o imposto é cobrado por noite em quase todos os 421 municípios do país, mas pode variar consoante o tipo de alojamento escolhido. Por exemplo, em Amesterdão é cobrada uma taxa de 5,5% com base no preço do quarto. O Governo está a preparar-se para aumentar a taxa para os 7%.

Elétrico 28 a circular pelas ruas de Lisboa
Em Lisboa aplica-se uma taxa fixa de dois euros nas primeiras sete noites de estadia

Portugal

Desde 1 de janeiro de 2019 que o imposto turístico passou de um euro para dois por pessoa, em Lisboa. As crianças com menos de 13 anos estão isentas e a aplicação só acontece nos primeiros sete dias da estadia. No Porto o valor também se fixa nos dois euros por noite.

Roménia

Na Roménia padronizou-se a cobrança de 1% sobre o valor total do preço pago por noite. No entanto, se o alojamento for num resort turístico, o imposto só é cobrado na primeira noite. Menores de 18 anos estão isentos.

Eslovénia

A Eslovénia cobra uma taxa turística que varia entre os 60 cêntimos e os dois euros e meio por noite, sendo que o valor varia consoante a localização e classificação do local de alojamento. Em maio, o imposto cobrado na capital do país, Liubliana, era o valor máximo. Geralmente as crianças com menos de sete anos estão isentas e os menores de 18 pagam metade da taxa. 

Espanha

Para além do aumento que está planeado fazer ao imposto turístico nas Ilhas Baleares, Espanha cobra também uma taxa aos que visitam a região da Catalunha. O valor varia entre os 45 cêntimos e os 2,25 euros por noite, variando de acordo com a classificação do local em que se está hospedado. As crianças com menos de 16 anos estão isentas. As Ilhas Canárias estão a considerar a introdução de um imposto, mas até agora ainda não anunciaram uma data para avançar com a medida.

Suíça

Todas as pessoas vão pagar a taxa turística e a taxa é variável consoante o tipo de alojamento. O imposto é formado por dois elementos, o primeiro serve para o pagamento da publicidade turística do país e manutenção de infra-estruturas e o segundo é utilizado para melhorar a experiência para os turistas. Espere pagar qualquer coisa como 2,16 euros por noite.