Tudo o que precisa de saber para pedir um visto para a Rússia (poupando €30)

Embora seja rápido o pedido de visto para entrada na Rússia tem bastantes parâmetros que precisa de cumprir. Se seguir estas digas até pode poupar €30

PUB

Embora Portugal tenha um dos passaportes mais poderosos do mundo, ele não abre a porta de todos os países. São 159 nações cuja entrada não exige visto aos cidadãos portugueses, mas a Rússia não está entre eles. Por isso, se quiser visitar Moscovo, São Petersburgo ou qualquer outra cidade deste país, vai ter que levar o seu passaporte aos serviços consolares russos em Lisboa juntamente com uma série de outros documentos para que possa ser autorizado a entrar no país.

Onde pedir o visto?

Comecemos pelo local onde pode tratar de tudo. Lisboa é a única cidade portuguesa onde há serviços consulares russos que processam os pedidos de visto e os documentos têm que ser entregues pessoalmente. Em alternativa, caso não tenha disponibilidade, pode pedir a um familiar direto que trate de tudo por si.

Há dois locais na capital para entregar todos os documentos necessários. O Centro de Vistos, na Avenida Defensores de Chaves, bem perto da Alameda, é o local mais prático para tratar de tudo, uma vez que é concebido com o fim exclusivo de emissão de vistos tendo um atendimento mais rápido. Mas também é o mais caro (e bem mais caro!). Se tratar do seu processo aqui, vai ter que desembolsar €65.

Mas há um segundo lugar onde pode tratar de tudo poupando €30. Trata-se da Secção Consular da Rússia em Lisboa, sediada na Avenida das Descobertas, no Restelo.

Centro de Vistos
Lisboa, Defensores de Chaves 15
segunda a sexta: 9h às 17h
pedir um visto de entrada na Rússia no Centro de Vistos custa €65
Secção Consular
Lisboa, Avenida das Descobertas 4
segundas e quintas: 9h30 às 11h30
para fazer o pedido de visto na Secção Consular tem que fazer uma marcação prévia no site
pedir um visto de entrada na Rússia na Secção Consular custa €35

Quanto tempo demora a ser emitido o visto?

Ambos os locais têm o mesmo tempo de emissão dos vistos, 10 dias que podem ser alargados a 40 no caso dos serviços consulares entenderem que há necessidade de apreciação adicional. Mas não precisa de fazer contas de cabeça, quando entregar o seu passaporte nos serviços consulares, o funcionário vai dizer-lhe o dia específico em que tudo estará pronto.

É necessário fazer uma marcação para tratar de tudo

É importante que saiba que, depois de reunir todos os documentos necessários, vai ter que marcar uma data e hora na Secção Consular para os poder entregar. A marcação faz-se através do site e só pode ser feita para segundas ou quintas entre as 9h30 e as 11h30.

PUB

Se optar pelo Centro de Vistos o horário é mais flexível e não precisa de marcação prévia. Só tem que aparecer entre 9h e as 17h (segunda a sexta).

Documentos necessários

Antes de escolher qual o sítio onde quer fazer a entrega dos documentos precisa, evidentemente, de os reunir. E prepare-se, vai ter que gastar tempo e algum dinheiro para conseguir tudo, por isso trate de todo o processo com antecedência porque já sabe, à última hora falta sempre qualquer coisa.

Passaporte

Para conseguir um visto de entrada na Rússia o seu passaporte tem que ter, pelo menos, duas páginas em branco e uma validade de seis meses a contar da data de saída da Rússia, ou seja, no dia em que tiver marcado o seu voo de regresso a Portugal o seu passaporte ainda tem que ter uma validade de meio ano.

Formulário oficial

O preenchimento de um formulário também é obrigatório. Faz-se online, no site da Secção Consular Russa, e visa recolher informações pessoais à cerca dos viajantes. É muito fácil de preencher porque cada campo é acompanhado de uma explicação da informação que se pretende e está desenvolvido em português.

Convite de entrada

Chegámos à primeira complicação, o convite de entrada na Rússia. Este é um documento que pode ser emitido pelo hotel onde vai ficar alojado, por isso envie um email para o seu alojamento na Rússia para tentar saber se eles lho fornecem gratuitamente. É muito provável que o hotel lhe peça dinheiro para emissão este documento, a nossa sugestão é que recuse e utilize um site oficial para evitar fraudes.

O iVisa é confiável, o processo é todo feito online e custa €21 por pessoa. Talvez consiga encontrar valores mais baixos, mas tente sempre pesquisar em fóruns a sua fiabilidade.

Este é o aspeto do documento que vai receber por email. Deve imprimir e entregar no consulado – Russiable

Seguro de viagem

Fazer um seguro de viagem é sempre aconselhável, mas a Rússia é dos poucos países no mundo que exige um para poder emitir um visto. A apólice deve abranger especificamente as datas de entrada e saída do país e suportar todas as despesas de saúde que o viajante possa vir a ter durante a estadia.

Para conseguir uma boa relação qualidade-preço contacte várias seguradoras e explique que o objetivo é o seguro cobrir as exigências da emissão de visto para entrada na Rússia, em princípio elas estarão preparadas para lhe apresentar propostas.

A Ok Teleseguros foi a seguradora que nos apresentou a proposta mais barata. Pedimos orçamentos a várias empresas e a única exigência que fizemos foi que cumprisse os requisitos impostos pelas entidades russas.

Ok Teleseguros
€23,99 (duas pessoas)
aceda ao site

Allianz
€42 (duas pessoas)
aceda ao site

Fidelidade
€48,06 (duas pessoas)
aceda ao site

Axa
€56 (duas pessoas)
aceda ao site

Lusitania
€79,74 (duas pessoas)
aceda ao site

Juntar todos os documentos e entregar

Depois de reunir todos os documentos junte-os à reserva de hotel e voos e entregue-os na Secção Consular (mediante marcação prévia) ou dirija-se ao centro de vistos dentro do horário previsto. Reiteramos a necessidade de tratar de tudo com a máxima antecedência possível para não colocar a sua viagem em risco.

A emissão de vistos urgentes, com prazos de entrega mais curtos, também é possível tendo para o efeito que pagar emolumentos extra. Se estiver interessado em saber mais, visite o site oficial da Secção Consular da Federação Russa em Lisboa.

Qual o valor final a pagar por todo o processo

Seguindo as propostas mais baratas aqui apresentadas, um visto de entrada na Rússia fica, no total, em €68. Terá que gastar €35 no Consulado, €21 no convite de entrada e €12 no seguro (a apólice de seguro apresentada cobre duas pessoas, pelo que o pedido de cobertura de apenas uma pode não ser exatamente metade do valor).