Estas são as mais belas estações do Metro de Moscovo

Por aqui são transportadas por ano três mil milhões de pessoas, o equivalente à junção dos residentes nos quatro países mais populosos do mundo: China, Índia, Estados Unidos e Indonésia.

PUB

Diogo Pereiratexto, fotos e vídeo Diogo Pereira
diogopereira@w360.pt

claudia-paivatexto, fotos e vídeo Cláudia Paiva
claudiapaiva@w360.pt

Moscovo, Rússia

Logotipo do Metro de Moscovo

publicidade

Organizar dez milhões de pessoas dentro de um país nem sempre é fácil. Sabemos por experiência própria. Agora imagine o que será organizar doze milhões de pessoas no espaço de uma única cidade. Só poderia ser caótico, não fosse um sistema de transportes rápido, acessível e muito eficiente.

Moscovo é uma dessas cidades que tem como grande aliado um serviço de transportes muito funcional. Aos autocarros, elétricos, helicópteros (sim, helicópteros), barcos e taxis junta-se uma das maiores redes de metropolitano do mundo. Por aqui são transportadas por ano três mil milhões de pessoas, o equivalente à junção dos residentes nos quatro países mais populosos do mundo: China, Índia, Estados Unidos e Indonésia.

E se de um sistema de transportes se quer essencialmente que nos façam chegar ao destino da forma mais rápida e prática possível, a este podemos pedir mais uma coisa, beleza.

Há quem chame às suas estações palácios subterrâneos e nós confirmamos, são autênticas obras de arte que para além de desafiarem as leis da física, da engenharia e da arquitetura ajudam a perceber a imponência do país imperial em que nos encontramos.

publicidade

Não use o Metro de Moscovo apenas para se deslocar, guarde uma manhã ou uma tarde para se perder lá dentro. Pegue no mapa e desça nestas oito estações, as mais belas de toda a rede.

Arbatskaya

Linha 4. Começamos por uma das mais longas estações do Metro de Moscovo. Foi construída a uma profundidade acima do normal e com uma extensão elevada para poder acolher os moscovitas em caso de ataque. No fundo era um bunker mandado construir pouco depois de a estação original ali existente ter sido atingida por uma bomba durante a Segunda Guerra Mundial. Aqui havia um grande painel com a figura de Estaline que foi removido e deu lugar a uma gigantesca parede branca.

Belorusskaya

Linha 5. Belorusskaya é a estação que serve uma outra estação, a de comboios com destino e proveniência da Bielorússia e a Europa Ocidental. Já sofreu algumas alterações desde que foi inaugurada em 1952, mas os motivos presentes hoje em dia ainda estão totalmente relacionados com aquele antigo território da União Soviética.

 Kievskaya

Linha 5. Esta é mais uma estação que tem como objetivo homenagear mais um dos territórios da antiga União Soviética, desta feita a Ucrânia. Os mármores são extraído dos Montes Urais e as obras de arte retratam a vida quotidiana daquele país de leste.

Ploshchad Revolyutsii

Linha 3. Esta é uma das mais marcantes estações do Metro de Moscovo. O acesso às plataformas faz-se atravessando arcos de mármore bem guardados por estátuas de bronze que representam soldados, agricultores, atletas e escritores, numa larga homenagem à sociedade soviética. Quando passar por aqui não se esqueça de fazer uma festa no focinho de um dos cães de bronze, diz-se que dá sorte.

Taganskaya

Linha 7. Num país vermelho eis a primeira estação azul. Inaugurada no pós-guerra os motivos são de alegria e afirmação enquanto nação vencedora.

Teatralnaya

Linha 2. Foi inaugurada em 1938, mas a inspiração dos seus arquitetos no poeta russo Vladimir Mayakovsky dá-lhe um ar futurista. Também serviu para que os russos se abrigassem dos ataques aéreos decorridos na Segunda Guerra Mundial.

Vystavochnaya

Linha 4. A estação de Vystavochaya é uma das mais modernas do Metro de Moscovo. Aqui pode comparar a arquitetura clássica da maioria da rede com a modernidade atual e ainda pode encontrar exposições artísticas no meio dos corredores.

Komsomolskaya

Linha 1. A cidade vermelha tem uma estação azul, mas também tem uma estação amarela. Aqui está ela. Inaugurada em 1952 está repleta de influências barrocas, muita luz e painéis que, uma vez mais, aludem à guerra e à nação vencedora, a Rússia, claro!

Conhecer todas estas estações está ao alcance de um simples bilhete que lhe permite viajar em toda a rede sem limitações de tempo ou distância. Custa 55 Rublos, cerca €0,80.

Moscovo
Rússia
Russo
 11 979 529 hab.
Rublo (RUB)
GMT +2
Europeias, 2 pinos
 +7
 112
Moscovo é uma cidade de temperaturas extremamente baixas no inverno (outubro a março) que podem tocar os -10ºc sendo muito frequente a ocorrência de queda de neve. Nos meses de verão as temperaturas não vão além dos 26 graus, sendo a altura ideal para visitar a cidade. A chuva é mais frequente no verão do que no inverno.
Encontrou algum erro ou informação desatualizada? Sugira uma correção aos autores: diogopereira@w360.pt ou claudiapaiva@w360.pt